Assine a newsletter

Qual foi a última vez que você fez algo pela primeira vez? De vez em quando eu ouço essa pergunta e paro tudo que estou fazendo para pensar em quais foram as últimas coisas que fiz, fora trabalhar, tomar conta do blog... fora as coisas do cotidiano. E porque estou começando esse post logo com uma pergunta? Porque no último sábado (25)  dei um treinamento sobre a Matriz FOFA e mesmo não sendo a primeira vez que dou um treinamento, essa atividade foi a primeira coisa "diferente" que fiz nos últimos quatro meses. E sair da zona conforto ou buscar fazer algo que está fora da nossa rotina, da um gás para aquilo que está estacionado.

Turma que participou do treinamento
O treinamento que dei foi a convite da Fiama Souza, ela é advogada, tem um escritório em Mariana (MG) e também trabalha com redes sociais (principalmente instagram), ajudando jovens advogados. Como forma de devolver o conhecimento que ela sabe para a comunidade, criou para esse ano  um calendário de treinamentos gratuitos aonde cada encontro irá tratar sobre um assunto.

Para dar o start aos eventos, a Fiama me convidou para falar sobre a Matriz Fofa, que é uma ferramenta para ajudar no diagnóstico dos pontos positivos e negativos da empresa. Essa Matriz levanta quais são as forças, oportunidades, fraquezas e ameaças de um negócio e como que essas informações vão ajudar no aumento da competitividade da empresa.

Durante 2 horas e 30 minutos compartilhei com os participantes o que cada item significa, como montar a FOFA, como cruzar as informações e montar um plano de ação. Mas, mais do que compartilhar como que foi o treinamento (que foi ótimo), trouxe 7 dicas de como montar um e, principalmente, manter a calma no dia para não "dar um branco" e você esquecer tudo. Ah, e todos os itens listados eu apliquei no treinamento.

#1. Pensar em uma história pessoal para usar como exemplo, linkando com o tema da apresentação. Isso ajuda a criar um vinculo com o público;

#2. Pesquisar sobre o tema que vai falar (parte fundamental) e escrever (sim, escrever) os pontos principais e como que você explica o assunto;

#3. Pensar nos recursos que vai ter para a apresentação. Vai ter data show? Vai precisar de computador? Uma alternativa é usar fichas (folha A4 cortada no meio colorida) e escrever com letra de forma (máximo de 3 linhas), e colar elas na parede. Assim, a apresentação fica dinâmica e você não fica refém dos equipamentos tecnológicos.

#4. Definir como que será a estrutura da apresentação: começo, meio e fim. Como que vai fazer com que as pessoas interajam com você;

#5. Prepare um material básico de apoio, para ser entregue a cada participante. No treinamento da Matriz Fofa, fiz no Canva uma página com pauta e outra com a estrutura da Matriz. Imprimi em preto e branco, em folha sulfite e grampeei. Não foi um super material, mas foi o suficiente para o pessoal escrever e quando olhar para ele lembrar do treinamento;

#6. Escrever (pode ser no word) como que será a sua apresentação, quais vão ser as suas falas, quais exemplos vai usar. Colocar desde o "bom dia/boa tarde" até o "obrigado" final.

#7. Treina, treinar e treinar, em voz alta. Simule o treinamento, como que vai se portar, como que vai mexer as mãos, qual tom de voz vai usar, entre outros.

E uma dica bônus (que na verdade é um empurrãozinho), mesmo que você seja envergonhada ou tenha medo de falar em público, não recuse o pedido de dar uma palestra ou um treinamento, poque se você foi convidada significa que tem algo para passar, tem bagagem, tem conhecimento e que vai agregar muito ao evento. Confie em si e no seu potencial.
No dia 13 de janeiro a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou a lista de indicados ao Oscar 2020. Eu não sei vocês, mas todo começo do ano fico ansiosa esperando o pronunciamento dos filmes que estão concorrendo e ai monto um planejamento pra assistir o maior número de filmes, até o dia da premiação.

Alguns dos filmes indicados (da esquerda para a direita): Parasita, Jojo Rabbit, O Irlandês, Ford vs Ferrari e História de um Casamento
Um dos destaques do Oscar 2020 é a produção brasileira "Democracia em Vertigem", de Petra Cosa que está concorrendo a Melhor Documentário de Longa-Metragem. E o filme "Parasita", de Bong Joon-ho, que está concorrendo em diversas categorias sendo uma delas a de Melhor Filme.

A 92º cerimônia de premiação acontece em 9 de fevereiro (já anota na agenda) e abaixo tem a lista dos indicados das 24 categorias. Ah, também compartilhei o que achei dos filmes que já assisti e quais são as minhas apostas.




Ford vs Ferrari: Gosto de filmes verídicos e de conhecer como que foram as coisas naquela época (no caso desse filme). Ele mostra como que foi a competição para ver qual montadora era a melhor, como que as relações entre empresário, funcionários e concorrentes são e que dentro de toda empresa há aqueles que "só pensam no próprio umbigo". O filme também dá uma aula de empreendedorismo, abordando a questão de sempre se reinventar; de testar várias vezes aquele produto para analisar o que precisa melhorar, para só então lançar ele; estar disposto a arriscar e confiar nas pessoas que são especialistas na demanda que você precisa.

O Irlandês: Esse é aquele filme que você tem que ter total atenção (não da para dar uma olhada no celular), porque se não você pode se perder na história. A trama é muito bem contata, o  filme flui e mesmo sendo grande não é cansativo.Ele fala sobre lealdade, conhecer as pessoas certas e não se meter na onde não foi chamado.

JoJo Rabbit: Confesso que achei que seria um filme que fosse falar sobre o nazimos, no estilo documentário, mas ele é centrado no Jojo uma criança de 10 anos que tem como amigo imaginário o Hitler. Jojo tem várias conversas com ele durante o dia, mas descobre que a sua mãe está escondendo uma Judia. Essa atitude da mãe, inicialmente deixa ele assustado, mas depois ele e a garota acabam se tornando amigos e o Jojo percebe que os judeus não são nada daquilo que os alemães falavam.

História de um Casamento:  Confesso que esperava mais desse filme, principalmente por conta dos comentários das pessoas. Gostei, mas não é o meu preferido. A atuação da Scarlett Johansson e do Adam Driver, nem preciso comentar, eles são ótimos. O que é interessante nesse filme, é que ele é muito atual e mostra um retrato de como muitos divórcios são, do desgaste que é, e que, em muitos casos, não seria preciso um advogado um acordo entre as partes já resolveria todo o processo.







Coringa: Que filme e que atuação do Joaquin Phoenix. Nunca fui chegada nos filmes do Batman, mas ver a história do Coringa, porque ele mata as pessoas, como que ele enxerga o mundo, como que as pessoas tratam ele, como que ele começou, etc, faz com que a gente pense em alguns momentos da história como que tratamos o outro e como que somos tratados. É um drama que te prende do inicio ao fim.

Parasita: Ele retrata duas classes sociais, como que é a vida de cada um e o como que a família desempregada aproveitou e criou oportunidades (mesmo sendo através de mentiras) para que todos os membros fossem empregados. A história de surpreender e não é um filme cansativo.






A lista é grande, mas vale a pena assistir cada produção tanto como hobby, uma forma de relaxamento, como para analisar a partir das categorias que estão concorrendo e como que as histórias se relacionam com a atualidade.

Já assistiram algum filme indicado ao Oscar 2020?  Ah, e conforme for vendo as produções, atualizo o post.

beijos, beijos

Se prepare que nesse verão teremos muitas peças de mangas bufantes e quando digo muitas, é desde blusa, passando por body, cropped chegando aos vestidos.

As mangas bufantes já vem sendo apresentadas em desfiles não tão recentes, mas foi só nos últimos quatro meses (podemos dizer), que essa peça vem ganhando destaque nas lojas e, consequentemente, nos guarda-roupas.



Um exemplo bem recente são as premiações Golden Globles e Critics' Choice, que acontece respectivamente no dia 05 e 12 e várias atrizes que passaram pelo tapete vermelho estavam esbanjando seus looks com mangas bufantes.

E uma das coisas que gosto de fazer quando estou produzindo os posts de moda, é visitar algumas lojas, principalmente as de Ouro Preto, para ver se elas estão antenadas com as novidades e experimentar para ver como que fica no meu corpo. Pois bem, visitei as lojas, experimentei, gostei e até comprei um cropped para passar a virada do ano.







Sim, as peças com manga bufantes são chamativas devido ao tecido das mangas (mais rígidos) e para equilibrar o visual, uma sugestão é marcar a cintura ou optar por uma peça de baixo mais justa. Mesmo sendo uma peça que destaca o look ela vai bem em diversos ambientes; com rasteirinhas, tênis e salto altos; e dependendo da cor da peça, dispensa acessórios.




E antes de fazer cara feia para essa tendência, experimenta algumas roupas, principalmente de tecidos diferentes para que você veja como que o seu corpo fica com a peça e se te agrada, claro.

Agora me conta, o que você achou dessa tendência?
Antes de entrar na Associação Comercial eu nunca tinha parado para analisar a palavra "empreender" e pensar sobre ela. Na verdade, nunca tinha parado para pensar o que consiste em empreender, quais que são as etapas, quais dificuldades um empresário enfrenta, quais os benefícios, entre outros.

Depois de quatro anos trabalhando em prol do crescimento do empresariado local, passei a entender como que esse universo funciona e, o mais importante, que eu posso (sou) ser empreendedora com um negócio próprio e que, caso esse não seja o meu desejo, posso empreender dentro da empresa que trabalho. E é sobre esse último ponto o post de hoje.


Semana passada terminei de ler uma edição da revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios e trago dois pontos que destaquei, sobre empreender e como que podemos trazer para o dia a dia.

"Empreender é transformar e aprender o tempo todo" 

Como funcionária/colaboradora o seu papel não é só chegar na empresa desempenhar a sua função, almoçar e ir embora. É buscar constantemente como transformar aquela empresa (para melhor, claro) a partir das suas atividades. É contribuir para o crescimento dela. É aprender com os seus colegas de trabalho. É aprender novas formas de desempenhar a sua função.

"Empreender é também trazer soluções para questões relacionadas a sustentabilidade, inclusão e diversidade"

Quando uma pessoa decide abrir uma empresa, na maioria das vezes é para ganhar dinheiro, mas o real significado de uma empresa é que ela é criada para resolver um problema e suprir uma necessidade. E dentro do problema principal, o empresário sempre está pensando em como a sua empresa será mais sustentável, como ela pode ser mais inclusiva e diversa. Mas essa preocupação é (ou deveria ser) passada para a equipe da empresa e cabe a mim, a você, a todos os funcionários a ajudarem que aquele local de trabalho caminhe para aperfeiçoar, cada vez mais, essas questões.

Hoje, trabalhando na Associação eu consigo ter uma visão ampla e clara de que eu não só coordeno projetos, eu empreendo constantemente para o crescimento da instituição, para o meu crescimento e para o crescimento dos meus colegas. E esse empreender vem a partir das minhas atitudes, de como eu conduzo uma reunião, de como que falo com um empresário, de como que coordeno um evento, das ideias que tenho, dos relatórios que produzo, da forma que divulgo a Associação nas redes sociais e das constantes ideias que tenho para desenvolver lá.

Mas Gabi, qual é a vantagem de eu empreender na empresa que trabalho?

As vantagens são o seu crescimento interno, profissional e da empresa. É você ser reconhecido pelo que faz, é ter contato com pessoas bacanas, é aumentar a sua rede de networking e o mais legal, testar novas ideias. Poder errar, aprender e ensinar.  Por isso, não fique estagnado aonde você está. Busque novas coias, mesmo sendo um funcionário. Ah, e abaixo deixo um vídeo que fiz para o canal sobre o assunto.


Para quem trabalha com moda, decoração, arquitetura e tudo que envolve artes, comunicação e imagem, quando chega dezembro fica ansioso esperando o anuncio da Pantone, sobre qual será a cor do próximo ano.

No dia 04 de dezembro a Pantone divulgou em sei site e instagram que a cor de 2020 será o Classic Blue, um tom de azul escuro que tem o objetivo de transmitir elegância e simplicidade. A cor lembra o céu noturno e as qualidades dessa cor são a promessa de proteção, incentivando nosso desejo por uma base estável na qual se apoiar.



De acordo com o site da Pantonie, a Classic Blue 19-4052 é identificado pela nossa psique como cor tranquila, traz paz e serenidade, oferecendo uma sensação de proteção ao espírito humano. A Classic Blue nos convida a sermos mais reflexivos, ter resiliência e manter nossos pensamentos em equilíbrio.

{imagens da montagem retiradas do Pinterest}
Eu amei a cor de 2020, ainda mais porque azul é a minha cor preferida e muitas das sensações que a cor que transmitir, de acordo com a sua proposta, é o que sinto quando coloco uma roupa nesse tom. Claro que não significa que você deve sai por ai comprando itens azuis, pintar a casa azul, usar só acessórios azuis e coisas desse tipo.

Saber a cor do ano te ajuda a refletir sobre o que aquele tom significa, como que ele pode ser usado na decoração, em looks, móveis, entre outros e cabe a cada um (se for do interesse) ver possibilidades de como usar o Classic Blue no dia a dia. Por exemplo, na Associação Comercial a capa dos carnês da mensalidade do associado será dessa cor.

{Imagens da montagem foram retiradas do Pinterest}
A cor de 2020 também vem para representar uma nova era, aumentar as conexões humanas, o bem-estar e despertar a empatia para com os outros. E eu desejo que o Classic Blue desperte esses sentimentos em todos nós, ao longo desse ano.

beijos, beijos
Esse mês (janeiro) Roberto e eu completamos 8 anos de namoro (sim, tudo isso) e como datas especiais pedem presentes especiais, já tem alguns meses que venho pensando no que fazer pra comemorarmos.

{foto retirada do site M de Mulher}

Como temos uma meta audaciosa para esse ano, não queremos gastar muito com a saída e é bem provável que façamos algo mais tradicional. Mas, como sou uma pessoa que adora dar presentes (principalmente os criativos), já comecei a pesquisar algumas opções. Um site que gosto muito é da Gorila Clube, porque nele tem diversas opções de itens e eu consigo, por exemplo, montar um kit com objetos que ele gosta.




VEJA TAMBÉM

Mas como também sou uma ótima namorada (ops, noiva), também olhei no site algumas opções de presentes criativos para mim. E, claro, que o Roberto vai ser o primeiro a receber o link desse post, que é para ele entender a indireta hahahaha.





Sites e lojas como a da Gorila Club são ótimas para quem busca um presente diferente ou um item de decoração temático.

Uma loja que segue o mesmo conceito é a Imaginarium, mas a Gorila tem preços mais acessíveis e a qualidade é a mesma. Sobre o site, é confiável os produtos chegam no prazo e são de qualidade. Tenho uma mini bandeja que deixo na cozinha com alguns temperos e uma fronha de travesseiro linda e que tem o tecido muito bom. No instagram e facebook deles, dá para acompanhar os produtos que chegam na loja.

E ai, o que acharam das opções de kit que montei?

beijos, beijos

Coragem: é a capacidade de agir apesar do medo, do temor e da intimidação. Força espiritual para ultrapassar uma circunstância difícil; confiança. 

Mais um ano que não vou fazer uma lista enorme do que quero para o próximo ano, mas, sim, definir um tema para gerir o meu ano. Para 2020 escolhi o tema "Coragem" e para que não me esqueça dele, até estampei na capa do planner que irei usar.

O tema foi escolhido porque 2020 não será um ano "comum" e será preciso um pouco de coragem, para tirar os planos do papel e encarar o que de novo e desconhecido está por vir. Mas essa coragem, também vem acompanhada do planejamento (tema de 2019) que já vem sendo feito e da estabilidade (tema de 2018) melhorada a cada mês.



A palavra coragem também vem conduzir as áreas profissional, a dois, financeira e pessoal. Na profissional, coragem para tentar novos trabalhos, novos projetos, novas formas de mostrar o que faço. Na vida a dois, coragem para mudar alguns hábitos, introduzir novos e encarrar um novo passo. Na vida financeira, a coragem vem para buscar novos tipos de investimentos, novas fontes de renda e realizar muitos sonhos que precisam desse meio para se concretizar. E na vida pessoal, a coragem vem pra deixar um pouco a vergonha e medo de lado, me arriscar mais, mostrar mais o que sei, o que penso e o que posso ensinar.

VEJA TAMBÉM

Em 2020 eu também vou precisar de coragem para assumir papéis que, ao meu ver, ainda não estou preparada, mas que aos olhos de amigos e mentores sou a pessoa certa para determinadas atividades. E também desejo que toda essa coragem seja seguida de um frio na barriga e de muitos aprendizados, porque tomar decisões não é fácil, mas sei que são elas que fazem com que a gente cresça interna e externamente.


Que o seu 2020 também seja repleto de coragem.