Assine a newsletter

Tendências levantadas pelo Pinterest para 2021

janeiro 25, 2021
Uma das coisas que adoro acompanhar na internet são as matérias referente a tendências, sendo uma delas a do Pinterest. Todo ano a rede social solta um relatório das apostas do que vai estar em alta no  ano seguinte, a partir de análises do momento em que estamos e dos temas mais procurados na plataforma.


Se você ainda não sabe o que é o Pinterest (acho um pouco difícil), ele é um rede social para buscar inspirações. Nele, você cria uma conta e vai montando os seus quadros com referências (pode ser no modo privado ou público). Você encontra tudo que imaginar e em diferentes formatos. Ah, o Pinterest também é uma ótima rede social, para ajudar no tráfego para outros canais, como blog e youtube.




No prefácio do documento das tendências, a diretora de marketing do Pinterest, Andréa Mallard, traz quatro momentos que vão guiar 2021. 


2021: reinvente o comum

Aquela frase "o novo normal" já deixou de ser usada e foi substituída para "a minha nova rotina é" ou "a minha atual forma de trabalhar é". O que no início de 2020 era estranho e uma adaptação temporária, passou a fazer parte do primeiro plano de nossa vida.


As coisas comuns passaram a ter uma maior importância, principalmente a qualidade da nossa vida social e no trabalho. Por isso, uma das tendências que vai ficar e se fortificar, será o trabalho home office.


O ano mal começou e algumas pessoas que acompanho no instagram já desfez o seu escritório e colocou toda a equipe para trabalhar 100% de casa. As buscas por decoração de home office, cadeira para trabalhar em casa, looks confortáveis and bonito para trabalhar em casa, vão continuar sendo uma das procuras no Pinterest.


2021: um renascimento interno

O ano passado fez a gente rever vários aspectos da nossa vida, principalmente como estamos internamente. Sentimentos, emoções, saúde, o que consumidos (notícias e alimentos) e qual tipo de vida que queremos levar. Para 2021, a tendência é de continuarmos olhando para dentro, mas já começando a colher as mudanças feitas em 2020. Os temas sobre signos do zodíaco (6x) e visualize a sua melhor versão (+55%), continuam sendo pesquisados.


2021: CEO da própria vida

Como que anda a sua relação com o trabalho? Em 2020 eu tive certeza de que quero trabalhar por conta própria, da minha casa (ou de qualquer outro lugar) e ter autonomia pra trabalhar com quem eu quiser e com o que eu quiser.


Pra 2021, esse sentimento de "ser dona da minha vida" continua muito forte. E uma das buscas que vão continuar acontecendo são: como fazer determinada comida (quem ai não deu google em como fazer pão caseiro?) e como fazer um podcast (tipo de publicação que só vem aumentando). 


O tema "empreendedorismo" também entra aqui e vai continuar MUITO em alta, com o foco principal em pequenas empresas.


2021: expressão estética

Se você pensou na forma física, no nosso corpo, se enganou. O termo estética foi um dos mais buscados no Pinterest, mas acompanhado de outras palavras, como estética nômade (cresceu 80%), papel de parede estético para laptop (aumentou 30 vezes), estética para quartos e maquiagem indie (+5x).


Mas afinal, quais são as tendências pra esse ano?


As tendências 2021 levantadas pelo Pinterest passam pelas seguintes categorias: moda, beleza, viagem, alimentos e bebidas, lar, bem-estar, cuidados dos pais, hobbies e interesse, finanças e comemorações. 


Na moda, as roupas confortáveis vão continuar super alta, independente se você está trabalhando em home office ou na empresa. E as palavras que mais estão sendo buscadas no Pinterest são: vestido para ficar em casa, roupa oversized, roupas macias, macacão de algodão para as mulheres e conjuntinho de moletom.


Uma das mudanças na rotina que a pandemia do Covid-19 trouxe, foi a diminuição do uso da maquiagem e o aumento com o cuidado com a pele. Pra 2021, a beleza natural será prioridade e a make básica no estilo "acordei assim", também será uma das preferidas.


No quesito viagem (quem ai está doida pra pegar uma estrada, levanta a mão!), os termos mais procurados no Pinterest é referente a viagens com carros, seja sozinho, com o cachorro ou pra fazer algo romântico, bem diferente. 


Olha, se você passou pela pandemia sem fazer um pão caseiro ou vários bolos, parabéns porque eu já perdi as contas de quantas pizzas caseiras já fiz hahaha.


Para esse ano, as buscas por comida continuam super em alta no Pinterest e acredito que esse termo fique em alta até 2022. A pandemia veio mostrar o quanto é prazeroso (e até terapêutico) cozinhar a nossa própria comida. Os termos de pesquisa que estão em alta, são: molho de tomate para enchilada; receitas de macarrão com frango cajum; receita de geleia de pimenta jalapeño; receita de mel picante e molho para poke.


Uma coisa que percebi, nesse quase um ano trabalhando em home office, é que muitas pessoas (inclusive eu) aproveitaram esse momento de "estar em casa" para retomar alguns hábitos e atividades, principalmente as manuais. E o destaque fica para o ato de cozinhar.


Como as pessoas ficaram (e muitas ainda estão) em casa, fazer a sua própria comida, buscar novas receitas, testar novos temperos e criar experiências gastronômicas em casa, vão continuar em alta em 2021. E cozinhar pra mim, para o Roberto, pensar no que irei comer e ter toda a minha atenção durante a alimentação, se tornou um ritual de autocuidado e de descanso.


O Pinterest Predicts trás mais de 150 tendências e em cada área, apresenta opções para as marcas de como que elas podem aplicar no dia a dia. Esse é um material que ajuda a levantar ideias de como divulgar produtos e serviços, e de acompanhar o que as pessoas estão procurando na internet. Ah, e clicando aqui, você confere o relatório completo. Boa leitura!
Uma das coisas que adoro acompanhar na internet são as matérias referente a tendências, sendo uma delas a do Pinterest. Todo ano a rede social solta um relatório das apostas do que vai estar em alta no  ano seguinte, a partir de análises do momento em que estamos e dos temas mais procurados na plataforma.


Se você ainda não sabe o que é o Pinterest (acho um pouco difícil), ele é um rede social para buscar inspirações. Nele, você cria uma conta e vai montando os seus quadros com referências (pode ser no modo privado ou público). Você encontra tudo que imaginar e em diferentes formatos. Ah, o Pinterest também é uma ótima rede social, para ajudar no tráfego para outros canais, como blog e youtube.




No prefácio do documento das tendências, a diretora de marketing do Pinterest, Andréa Mallard, traz quatro momentos que vão guiar 2021. 


2021: reinvente o comum

Aquela frase "o novo normal" já deixou de ser usada e foi substituída para "a minha nova rotina é" ou "a minha atual forma de trabalhar é". O que no início de 2020 era estranho e uma adaptação temporária, passou a fazer parte do primeiro plano de nossa vida.


As coisas comuns passaram a ter uma maior importância, principalmente a qualidade da nossa vida social e no trabalho. Por isso, uma das tendências que vai ficar e se fortificar, será o trabalho home office.


O ano mal começou e algumas pessoas que acompanho no instagram já desfez o seu escritório e colocou toda a equipe para trabalhar 100% de casa. As buscas por decoração de home office, cadeira para trabalhar em casa, looks confortáveis and bonito para trabalhar em casa, vão continuar sendo uma das procuras no Pinterest.


2021: um renascimento interno

O ano passado fez a gente rever vários aspectos da nossa vida, principalmente como estamos internamente. Sentimentos, emoções, saúde, o que consumidos (notícias e alimentos) e qual tipo de vida que queremos levar. Para 2021, a tendência é de continuarmos olhando para dentro, mas já começando a colher as mudanças feitas em 2020. Os temas sobre signos do zodíaco (6x) e visualize a sua melhor versão (+55%), continuam sendo pesquisados.


2021: CEO da própria vida

Como que anda a sua relação com o trabalho? Em 2020 eu tive certeza de que quero trabalhar por conta própria, da minha casa (ou de qualquer outro lugar) e ter autonomia pra trabalhar com quem eu quiser e com o que eu quiser.


Pra 2021, esse sentimento de "ser dona da minha vida" continua muito forte. E uma das buscas que vão continuar acontecendo são: como fazer determinada comida (quem ai não deu google em como fazer pão caseiro?) e como fazer um podcast (tipo de publicação que só vem aumentando). 


O tema "empreendedorismo" também entra aqui e vai continuar MUITO em alta, com o foco principal em pequenas empresas.


2021: expressão estética

Se você pensou na forma física, no nosso corpo, se enganou. O termo estética foi um dos mais buscados no Pinterest, mas acompanhado de outras palavras, como estética nômade (cresceu 80%), papel de parede estético para laptop (aumentou 30 vezes), estética para quartos e maquiagem indie (+5x).


Mas afinal, quais são as tendências pra esse ano?


As tendências 2021 levantadas pelo Pinterest passam pelas seguintes categorias: moda, beleza, viagem, alimentos e bebidas, lar, bem-estar, cuidados dos pais, hobbies e interesse, finanças e comemorações. 


Na moda, as roupas confortáveis vão continuar super alta, independente se você está trabalhando em home office ou na empresa. E as palavras que mais estão sendo buscadas no Pinterest são: vestido para ficar em casa, roupa oversized, roupas macias, macacão de algodão para as mulheres e conjuntinho de moletom.


Uma das mudanças na rotina que a pandemia do Covid-19 trouxe, foi a diminuição do uso da maquiagem e o aumento com o cuidado com a pele. Pra 2021, a beleza natural será prioridade e a make básica no estilo "acordei assim", também será uma das preferidas.


No quesito viagem (quem ai está doida pra pegar uma estrada, levanta a mão!), os termos mais procurados no Pinterest é referente a viagens com carros, seja sozinho, com o cachorro ou pra fazer algo romântico, bem diferente. 


Olha, se você passou pela pandemia sem fazer um pão caseiro ou vários bolos, parabéns porque eu já perdi as contas de quantas pizzas caseiras já fiz hahaha.


Para esse ano, as buscas por comida continuam super em alta no Pinterest e acredito que esse termo fique em alta até 2022. A pandemia veio mostrar o quanto é prazeroso (e até terapêutico) cozinhar a nossa própria comida. Os termos de pesquisa que estão em alta, são: molho de tomate para enchilada; receitas de macarrão com frango cajum; receita de geleia de pimenta jalapeño; receita de mel picante e molho para poke.


Uma coisa que percebi, nesse quase um ano trabalhando em home office, é que muitas pessoas (inclusive eu) aproveitaram esse momento de "estar em casa" para retomar alguns hábitos e atividades, principalmente as manuais. E o destaque fica para o ato de cozinhar.


Como as pessoas ficaram (e muitas ainda estão) em casa, fazer a sua própria comida, buscar novas receitas, testar novos temperos e criar experiências gastronômicas em casa, vão continuar em alta em 2021. E cozinhar pra mim, para o Roberto, pensar no que irei comer e ter toda a minha atenção durante a alimentação, se tornou um ritual de autocuidado e de descanso.


O Pinterest Predicts trás mais de 150 tendências e em cada área, apresenta opções para as marcas de como que elas podem aplicar no dia a dia. Esse é um material que ajuda a levantar ideias de como divulgar produtos e serviços, e de acompanhar o que as pessoas estão procurando na internet. Ah, e clicando aqui, você confere o relatório completo. Boa leitura!
2020 foi um ano que nos ensinou muitas coisas, sendo uma delas a importância de ter uma reserva de emergência. No início da pandemia fiquei preocupada com a minha renda, se ela ia diminuir ou não. E o que me manteve calma foi saber que tinha um dinheiro para os imprevistos.


Na área das finanças, não tenho nada a reclamar, porque 2020 foi um ano muito bom, apesar do momento financeiro do país não ser bom. Além do trabalho na Associação Comercial e Empresarial de Ouro Preto, fui contratada na Rádio UFOP Educativa e comecei a trabalhar como Social Media.


Em termos de dinheiro entrando na conta, o ano passado foi muito bom, porém foi o ano que eu menos estudei sobre finanças. Tanto que, um dos pontos que quero melhorar em 2021 é o estudo sobre esse assunto (que por sinal, eu adoro).


Neste ano, fazem três anos que comecei a dar a devida atenção a minha vida financeira e nesse post, compartilho 21 aprendizados e o que quero melhorar nessa área.



1. Assuma a responsabilidade das suas finanças e de como elas estão. Não coloquei a culpa nos outros. Se você está com dívidas é porque se colocou nessa situação. Se está ganhando bem e com investimentos, é porque está buscando isso.


2. Encare as suas dívidas. Inicialmente vai doer saber o valor real dela, mas vai fazer com que ative no seu cérebro a pergunta "o que fazer para quitá-la"?.

3. Se precisar, busque ajuda de uma consultora financeira. Quando precisamos dar satisfação para o outro, o nosso comprometimento acaba sendo maior. 

4. Estude, estude e estude sobre finanças. O conhecimento só vai agregar para a melhoria da sua vida financeira.

5. Se comprometa com você mesma. Uma coisa que ajuda é listar o que você está perdendo por não ter um planejamento financeiro e quais são os benefícios por ter um.

6. Precisar aumentar a renda mensal? Faça renda extra. Tem algumas que você pode fazer de forma pontual como, por exemplo, vender bebidas ou comida no carnaval (depois da vacina ok?). E também, tem as que você pode deixar rolando, como a venda de roupas e objetivos e sites de brechós, como o Enjoei e o Repassa.

7. Se precisa se prive de alguns gastos. No início, é melhor deixar de comprar algo para diminuir os gastos e quitar dividas, e depois, aos poucos, ir introduzindo esse gastos paralisado no planejamento mensal.

8. Convide uma amiga para fazer o planejamento financeiro do mês com você, assim uma vai incentivando a outra.

9. Vai começar a poupar? Dê preferência para a reserva de emergência. Assim você fica mais tranquila, quando houver um imprevisto.


    VEJA TAMBÉM


10. Compartilhe o que está aprendendo com outras pessoas. Dessa forma, você começa a despertar nos outros a importância de cuidar do próprio dinheiro.

11. Acompanhar o planejamento do mês é muito importante, principalmente pra saber com o que está gastando mais. Uma das coisas que quero melhorar nesse ano, é valor gasto com bebida alcóolica e fast food.

12. Converse com a sua família ou companheiro(a) sobre dinheiro. É muito importante ter esse diálogo aberto sobre os gastos da casa, objetivos financeiros em conjunto e como que podem melhorar os gastos.

13. Faça o seu planejamento mensal no início do mês. Coloquei na agenda, no despertador, na geladeira, no espelho do banheiro.. enfim, pregue post-its pela casa até você criar o hábito de fazer o planejamento mensal.

14. Está com dívidas? Foque em quita-las e coloque um prazo para isso. Quando colocamos data em uma meta ou atividade, acende em nós o botão vermelho de "a cada dia que passa o meu prazo está diminuindo".

15. Não tenha medo de ter objetivos financeiros de alto valor. Você é merecedora deles e irá conquista-los (pense positivo). O que fiz foi determinar quatro objetivos financeiros, defini um prazo pra cada um deles, fiz as contas de quanto preciso poupar por mês e escolhi quais vão ser os investimentos para cada um.

16. Ligada a lição anterior, poupe todo mês mesmo que não seja o valor definido. O importante é manter o hábito de poupar.

17. Trabalhe ou aprenda a falar mais "não". Eu tinha muita dificuldade de recusar saídas e vergonha de falar que estava sem dinheiro. E ai, o que acontecia? Eu saia pro rolé, passava no crédito e no mês seguinte me ferrava. Hoje eu já falo "não vai rolar, estou sem grana" ou "só tenho x reais para gastar, tem como fazermos isso?".

18. Encontre um método de planejamento que se adeque a sua realidade e estilo. Como eu sou do papel, utilizo o Caderno Financeiro da Kalina pra me organizar e uma planilha no excel para anotar os investimentos realizados.

19. Use com cautela o cartão de crédito. As minhas dívidas foram por causa dele e hoje, o que faço é definir um limite de gasto. Ah, e também acompanho semanalmente o valor da fatura.
20. Se você tem uma empresa, separe as finanças. Utilizar a mesma conta bancária vai tornar difícil fazer a contabilidade do que entrou e do que saiu.

21. E a última lição, é um refeço à atividade ESTUDAR. Mantenha uma rotina (pode ser uma vez por semana ou uma vez por mês) para ler algo sobre o assunto, ler um livro, assistir um vídeo ou ouvir um podcast. Manter-se atualizado é muito importante. 


Para 2021, uma das minhas metas financeiras é começar a planejar a previdência privada. No futuro, não quero depender do governo e ficar me preocupando se terei dinheiro para pagar as contas do mês. Quero viver de forma confortável e com os rendimentos das minhas aplicações.

Já no quesito melhorar, que aperfeiçoar o planejamento financeiro da empresa e ter definido um valor para investimento em tráfego, reserva de emergência, estudos, entre outros.

Compartilha comigo nos comentários uma lição sua relacionada a dinheiro, vou adorar saber.

beijos, beijos
Em 2020, sem sair de casa por conta do corona vírus, foi o ano que eu mais comprei produto de maquiagem, skin care e cremes para o corpo. Não sou uma expert no assunto, mas sou uma entusiasta e gosto de testar novas marcas e compartilhar, aqui no blog, quais são as minhas impressões sobre os produtos que estou usando.

No primeiro post do ano sobre beleza, trago uma resenha das bases que estou usando. Ao todo são quatro e gosto de intercalar elas, dependendo do local e do resultado que espero.



• CC Cream Antipoluição 10 em 1, da Vult

Adicionei ele na lista, porque é um produto que usei bastante em 2019 e no início de 2020. Pra quem não sabe, o CC Cream é um produto em creme que possui diversos ingredientes em sua composição como antissinais, clareadores, antioxidantes e filtro solar.


O CC Cream tem uma textura mais leve e dá aquela leve correção na pele. Esse da Vult, foi lançando no evento da Beauty Fair de 2019. Ele é ótimo pra usar no dia a dia e deixa uma pele bem natural, no estilo "acordei assim". Por ter uma cobertura bem leve, acredito que ele não irá bem com uma maquiagem para festa. Sobre a transferência do produto, é pouquíssima.


O preço médio é R$30,00





• Quem Disse Berenice?
Já tem uns dois anos que tenho essa base e pra quem gosta de base mate, essa é uma ótima opção. Ela é de alta cobertura, rende bem e não é difícil de espalhar. 


O único ponto que destaco é que, como ela é de alta cobertura, a pele precisa estar bem hidratada, porque se não a base não vai ficar bonita e vai dar uma craquelada. Fora esse detalhe, ela deixa a pele bem aveludada e não precisa de corretivo porque cobre bem.


O preço médio é R$70,00



   

     Veja também
    - #Testei: Máscaras faciais da Avenca
    - #Testei: Água Micelar, creme pós-química e desodorante Monange
    - Batons pra quem usa aparelho


• Base Perfect, Boca Rosa Beauty

Não sei vocês, mas eu fiquei com vontade de testar os produtos da Boca Rosa, depois da participação dela no BBB. Aproveitei que em Ouro Preto as lojas de maquiagem vendem os produtos e comprei a base para testar.



Ela é de cobertura média para alta, rende bastante e não é necessário corretivo. Ela cobre bem, o toque dela é seco (ótimo pra quem tem pele oleosa), a durabilidade é boa, mas lá para o final do dia a pele começa a ficar um pouco oleosa e aparecer alguns pontos da base. Fora isso, super recomendo ela. 


O preço médio é R$35,90




• Nina Secrets

Eu estava doida pra testar essa base, porque acompanho a Nina há muitos anos. E, olha, não me arrependo de ter comprado. Ela tem uma cobertura média e dá pra construir as camadas.


Ela não é matte, mas não impede que uma pessoa que tem pele oleosa use. Esse é o meu caso e ela mantem a pele bonita por todo o período que você estiver com ela. Claro que, depois de algumas horas e dependendo do que está fazendo, a zona T acaba ficando um pouco mais brilhosa, mas nada que um pó compacto ou um papel higiênico na testa, não resolva.


Pra quem usa óculos, ela não deixa marcado a área do nariz. Espalha bem, tem um perfume bem suave e não é preciso muita quantidade de base. Ah, ela também não deixa o rosto pesado de maquiagem, a sua consistência é bem leve.


O preço médio é: R$69,99





No momento, as minhas preferidas têm sido a da Boca Rosa e da Nina Secrets. Agora me conta, você já usou alguma dessas bases?


beijos, beijos
Que ano meus amigos, que ano. Eu sei que você está cansada de ler textos falando como 2020 foi difícil, que planos tiveram que ser deixados de lado ou revistos, e blá, blá, blá. Do lado de cá não foi diferente, houveram várias variações de humor e sentimentos, mas estou escolhendo pensar nas coisas boas que 2020 me trouxe e deixar (um pouco) de lado as coisas ruins.




Final e inicio do ano são momentos onde paramos para rever as metas que foram realizadas, as metas que foram deixadas de lado e escrever as novas metas dos próximos 365 dias.

Já compartilhei (nesse post e nesse) que ao invés de fazer uma lista enorme do que quero alcançar, escolho um tema para o meu ano. Para 2021 resolvi fazer diferente e escolhi três palavras para me guiar, que são "sonhos, planejamento e realização".

O foco vai ser nas duas últimas, com maior grau de importância a "realização". No ano passado, mesmo em meio a pandemia, consegui realizar coisas bem bacanas e para esse ano, quero colocar mais a mão na massa do que ficar só planejando.

    Veja também
Mas afinal, o que essas palavras vão guiar?

Quem me conhece sabe que adoro planejar as coisas, gosto de ter controle sobre elas e saber quais são as etapas até alcança-las. E, claro, que eu teria uma listinha pequena das principais coisas que quero para 2021. 

Na hora de levantar quais são os principais itens que desejo e que vão ser guiadas pelas palavras "sonhos, planejamento e realização", busquei separar em vida pessoal, profissional e empresa.

• Para a vida pessoal
Finalizar a minha reserva de emergência
Começar o planejamento financeiro para a aposentadoria (esse é em conjunto com o Roberto)
Me mudar para SP
Fazer um check-up da saúde
Comprar um notebook novo
Tirar a habilitação

• Para a vida profissional
Manter uma rotina de estudos com foco em marketing, redes sociais e gestão de negócios
Atingir os indicadores propostos de um projeto que foi aprovado, para ser desenvolvido na Associação Comercial de Ouro Preto
Trabalhar com o que me dá prazer
Aumentar o meu ganho anual em 10%

• Para a empresa
Trabalhar, melhorar e aumentar o meu posicionamento como social media e redatora
Ter como renda principal o trabalho como social media

E essas são as metas que mais quero focar em 2021. Não costumo ficar relembrando elas ao longo do ano, prefiro deixar que as coisas fluam e aconteçam da forma que tem que acontecer.

E você, já levantou o que deseja conquistar nesse ano?

beijos, beijos
Metas, planos, desejos, simpatias e tudo que envolve "para o próximo ano eu quero.." começa a ser pensado com mais afinco no mês de dezembro. Um desses pensamentos (e até preocupações) é qual roupa será usada nas festas de final de ano, principalmente no ano novo.


Não sei se você é uma pessoa supersticiosa ou se acredita que a roupa que usou na virada irá influenciar algumas ações e resultados do novo ano. Fato é que muitas pessoas acreditam, as lojas usam do significado das cores para envolver o cliente e a magia do significado das cores acabam envolvem. até quem não liga para isso. 




No meu caso, tem ano que escolho a roupa a partir dos significados e tem vez que acabo escolhendo algo mais básico. Para a virada de 2020 para 2021, irei passar em casa com o Roberto e a Saori (nossa cachorra) e escolhi usar com um conjunto de short e blusa, na cor verde água.

Mas, como sei que inspiração de looks para o Ano-Novo nunca são demais, eu a Carla, do blog Vestindo Ideias, nos unimos para montar looks a partir das cores mais usadas no Ano-Novo. Confere só:





• Marrom: Transmite conforto e simplicidade. A cor também está ligada a natureza, ao que vem da terra, trazendo estabilidade e confiança. 

• Vermelho: Conhecida como a cor da paixão, essa vem para trazer energia, desejo e sentimentos intensos. Acredito também que essa é uma cor da ousadia, pra deixar você poderosa.

• Verde: Acho que muita gente vai querer passar com essa cor, porque o verde está relacionado a esperança e saúde. Dizem também que a cor está associada a feritilidade.





• Preto: Eu já passei a virada de ano com preto e o meu ano foi ótimo. Algumas pessoas não gostam dela para o Ano-Novo, por acharem que vão trazer coisas negativas. Mas, o preto está associado a independência, tomada de decisão e dignidade. 


• Branco: Deixe por último, porque essa é a primeira cor que vem na nossa mente quando pensamos na roupa do Ano-Novo. Ela é mais utilizada no Brasil (tradição nossa) e simboliza a paz, harmonia e pureza.

• Roxo: É uma cor forte, brilhando e simboliza a intuição. Ela também está associada a espiritualidade, a purificação mental e a inspiração. 

• Azul: Essa é a minha cor favorita e ela significa serenidade e tranquilidade. Dizem que o azul também ajuda na comunicação e sensação de bem-estar e a ter mais paciência.

• Rosa: Cor do amor, do romantismo e da autoestima. Algumas pessoas optam por usar uma roupa rosa (ou peça intima), para atrair um novo amor.

• Prata: É associado a looks festivos e está associada a inovação, ao que é moderno e novos caminhos. 


O que acharam dos looks? Agora quero te convidar a ir no blog da Carla, pra conferir os looks que ela montou, é só clicar aqui. E no meu instagram tem os looks roxo, azul, rosa e prata, pra ver é só clicar aqui.

beijos, beijos
Nessa quarentena, o autocuidado foi uma das bandeiras levantadas e muito necessária, para que conseguíssemos passar tudo que está acontecendo. Uma das coisas que voltei a dar mais atenção nesses últimos meses, foi da minha saúde e cuidados com a pele. E quando digo pele é tanto a do rosto, com uma rotina de skin care, quanto a do restante do corpo. 


Eu fui uma daquelas crianças que se desenvolveu rápido  e como consequência, as estrias apareceram cedo e permanecem comigo até hoje. Elas nunca me afetaram ao ponto de não querer usar um shorts ou um biquíni. Mas, esse é um ponto do meu corpo que quero manter, visivelmente bonito.


Um creme que estava muito afim de testar era o Cicatricure Antiestrias. Já tinha visto diversas propagandas sobre ele, já tinha ouvido falar bem da linha de produtos da marca e aproveitei uma promoção do creme, para comprar e testar.





O que diz o verso


A sua fórmula com a poderosa combinação do Óleo da Rosa Mosqueta e o ingrediente Niacinamida diminui visivelmente as estrias e melhor a aparência da pele já nas primeiras semanas de uso, atuando de forma progressiva. Hidrata intensamente a pele, nutre e aumenta a sua elasticidade.

 

Minhas impressões


Comecei a usar o Cicatricure Antiestrias no final de agosto, em setembro dei uma pausa porque viajei (fiquei com medo de barrar no avião), quando voltei terminei de usar e desde outubro estou usando ele novamente.


Pra mim, ele não surtiu os efeitos que eu esperava nas estrias. De forma visível, achei que continuou a mesma coisa. Já o meu noivo, disse que as estrias na lateral do quadril diminuíram. Uma coisa que notei foi que ele deixou a aparência da pele mais bonita. E esse ponto, percebi em um dia que fui para a cachoeira, coloquei o biquíni, olhei no espelho e pensei "nossa, a minha pele está bonita.


Também senti que ele nutriu e aumentou a elasticidade dela. Mas, a promessa de diminuir visivelmente as estrias, pra mim, deixou a desejar. 


A Carla, do blog Vestindo Ideias, também testou o produto e nesse post, contou o que achou. Um dos pontos que ela destaca é que, em seu caso, as estrias diminuíram de profundidade o que fez com a pele dela ficasse com o aspecto mais bonito. Vai lá conferir o post!




Embalagem e o Produto


As duas embalagens que tenho são de pump, o que ajuda na dosagem do produto na hora de pegar. Na foto, a embalagem roxa é a atual identidade visual do creme.


O Cicatricure Antiestrias vem com 250g e usando uma vez ao dia (meu caso) durou um pouco mais de um mês. Eu não passo no corpo todo, apenas nas áreas que têm estrias massageando de leve.


As minhas estrias são as brancas e sei que elas são mais difíceis de sumir, por conta da profundidade delas. Por isso, não sei se compraria novamente o produto. Acredito que assim que acabar vou procurar uma nova marca para testar.


Para as pessoas que têm as estrias vermelhas, aquelas que estão começando a aparecer, é provável que o creme tenha mais efeito. Se esse é o seu caso e você já testou o Cicatricure Antiestrias, me conta nos comentários a sua experiência.


Uma coisa que também estou fazendo é utilizar em conjunto outro creme para hidratar o restante do corpo. E sobre o preço, ele fica na faixa dos R$26,00 e em alguns lugares, como a Amazon, você encontra kits com três na promoção.
Você já deve estar cansado de saber que o instagram é a vitrine virtual do seu negócio (produtos ou serviços), mas, você sabia que um blog/site também pode ser considerado uma vitrine virtual? Isso mesmo.

Faz ai uma recapitulação. Quantos blogs/sites você não conseguiu ficar muito tempo por conta da navegação? Quantos blogs/sites você visitou e o layout (de cara) não te agradou e acabou fechando a página logo em seguida? Quantos blogs/site você visitou e a última atualização tinha sido há seis meses atrás?

Eu já sai de vários que estavam nessa situação e acredito que você também. E no post não vou falar o que é certo ou errado, até porque cada pessoa tem a sua preferência de layout e de como vai gerenciar o blog, mas vou dar algumas dicas que vão ajudar a deixar a experiência do leitor mais agradável.




#1. Opte por um layout onde os textos começam no lado esquerdo da tela. Independente do que você está lendo, os seus olhos vão da esquerda para a direita. Na internet não é diferente, por isso, prefira começar a área dos posts do lado esquerdo e a barra lateral com as suas informações no lado direito.


#2. Vai contratar uma pessoa para fazer o layout? Certifique-se que ela irá entregar uma versão responsiva. A visualização para dispositivos móveis tem que ser tão boa quanto a visualização no computador.


#3. Desenhe em um papel como que você quer o layout. Fica mais fácil de visualizar como que você quer que ele fique e, também, de fácil explicação pra quem for fazer.


#4. Busque referências de layout visitando outros blogs. Essa forma de comunicação faz parte da sua marca pessoal (ou da empresa) e ele precisa comunicar quem é a pessoa que escreve ali e quais são os assuntos abordados. 


#5. Os conteúdos do blog/site são mais densos, por isso, você não precisa postar todos os dias. A minha sugestão é ter, pelo menos, um post por semana. Assim, o número de visitas orgânicas não é afetado.


Quando você decide ter um blog/site na sua estratégia de comunicação é preciso tratar ele com carinho, cuidado e amor. E sabendo que são grandes as chances do seu endereço ser indicado nas buscas do Google, a sua vitrine virtual precisa estar impecável.


Não tenho dinheiro pra comprar um layout personalizado, e agora?


Dependendo da plataforma que você usa e da empresa (ou pessoa) que contrata para criar o seu layout, não será um valor barato. Mas, mesmo não tendo dinheiro para investir nessa parte, não deixe de criar o seu blog/site.

A minha recomendação é que você escolha um layout da própria plataforma e que seja mais clean. Que ele tenha uma boa navegação e todas as informações necessárias (email, assinar a newsletter, ícones das redes sociais e categorias). Ah, e se você tiver que escolher no que investir, escolha comprar um domínio próprio. Criar o seu blog/site com o final do endereço .com.br já dá o tom profissional.

Como que anda a sua produção de conteúdo? E como que anda a frequência de postagens nas suas redes sociais? Você já sentiu preguiça de postar uma foto no instagram ou sentiu que aquilo era uma obrigação? Essas perguntas fizeram a sua cabeça pipocar neh?! A minha também.


De uns meses para cá eu venho transitando entre produzir muito conteúdo durante uma semana e na seguinte seguinte, nem dou as caras nos stories. Mas, como jornalista e como uma pessoa que começou a trabalhar como social media (abril/2020), sei da importância da constância nas redes sociais e da produção de conteúdo de qualidade.




Acredito que você notou o boom de conteúdos nas redes sociais no início da quarentena. Eram no mínimo umas 20 lives acontecendo na mesma hora, IGTV's a rodo, perfis postando mais de três vezes ao dia, pontinhos infinitos nos stories e uma lista enorme de cursos online gratuitos pra fazer.


Eu passei pelo momento "tenho que postar todos os dias", "gzuis preciso de novas ideias para os posts" e "putz não consegui postar hoje, que bosta". No início, como todo mundo estava fazendo, o ritmo até que estava legal, mas depois passei a ter um sentimento de obrigação e de desgaste psicológico.


Até que ouvi o termo slow blogging e fui procurar saber mais sobre o assunto. Ele não é novo e foi criado em 2008 por Todd Sieling, que escreveu o Slow Blogging Manifest que nada mais era do que orientações pra quem não queria entrar na onda do imediatismo e postar no seu tempo prezando a qualidade do que a quantidade.

Slow Blogging e suas orientações

O manifestado criado por Tedd foi em uma época que o blogs estavam no seu auge (2006) e pra ele, naquela época, a quantidade de conteúdo produzido estava muita acelerada (imagina agora?) e percebeu que não queria seguir o fluxo. Retirei do blog Desancorando (vale a pena acompanhar), as diretrizes criadas pelo Tedd do que é postar mais devagar. Confere só:

  1. postar quando der vontade: e não por pura necessidade de manter uma página atualizada. A ideia aqui é se permitir aproveitar ao máximo as vivências que você tem e deixar a criatividade dizer quando é o momento de publicar algo novo;
  2. postar com propósito: agora, você não escreve só pra se “manter relevante”, mas tudo tem um propósito, um motivo, e uma reflexão mais profunda. o conteúdo é mais bem pensado e desenvolvido.
  3. você escrever presente: como a ideia é não postar a primeira coisa que aparece na cabeça, mas criar um conteúdo de qualidade e com carinho, é meio óbvio que escrever vira um ritual. Você se coloca mais presente, mais consciente do que tá fazendo, e vê os resultados disso no conteúdo que você faz;
  4. você estuda mais: sabe as mil abas com textos maravilhosos que você-precisa-ler e que ficam abertas por um mês antes de você desistir daquilo e fechar tudo? então, ser adepto do slow blogging significa se dar mais tempo para ler mais, o que quer que seja, e curtir aquela leitura. Tem uma coisa de ser mais seletivo com o conteúdo que você consome também, entende? 
  5. levar o seu tempo: vai escrever? escreve com calma, respira fundo, deixa as ideias fluírem tranquilas, lembra que a escrita te ama também. Não precisa correr, sabe? pra ler, a mesma coisa. Dá pra fazer tudo isso com calma, sem a sensação de que você tá competindo com o relógio.


O slow blogging não entra só na questão do blogar devagar, mas de pensar com cuidado o que será postado, o texto que será escrito, a legenda que será produzida, a foto que será tirada e o vídeo que será gravado.

Como venho adicionando o slow blogging no meu dia a dia 


Quando resolvi criar esse blog, em 2017, já tinha em mente qual seria a frequência de postagens. Em alguns meses consegui manter o plano, em outros as prioridades ficavam no trabalho e o blog ficava parado, e em outros sentia como uma obrigação ter que postar.


Mas, desde o ano passado (2019) e com mais afinco nesse ano eu venho atualizando o blog com mais calma e no meu tempo. Algo que também resgatei, foi escrever os meus textos em um caderno e depois passá-los para o computador. Fazer esse ritual faz com que eu me desconecte da internet, direcione a minha atenção só na escrita, que eu pense mais nas palavras, que eu pense no propósito daquele texto, qual é a minha relação com o tema e como ele me influencia. 

Quem me acompanha nas redes sociais deve ter percebido que tem semanas que entra conteúdo novo no feed do instagram todos os dias, mas já na semana seguinte, não entra nada. E porquê? Porque, eu passei dias produzindo aqueles conteúdos, deixando eles em stand-by e na hora de montar a programação de postagens, decidi programar todos eles de uma vez. E o slow blogging também está nesse processo, de produzir tudo com calma e depois ir soltando esses conteúdos, mesmo que entre um a cada dia.


Sim, em alguns momentos o imediatismo, a vontade de postar mais vezes na semana, de seguir a risca uma programação de postagens bate forte e eu até consigo, por poucas semanas, manter um ritmo mais acelerado de postagens, mas ai eu volto pra estaca zero de: esperar a inspiração vir, esperar me conectar com aquele assunto e escrever aos poucos (mesmo que o post demore dias pra ficar pronto, como foi o caso desse).


Por isso, viva primeiro o tema que você quer falar, reflita sobre ele e só depois transforma em conteúdo. Eu digo também que o slow blogging é respeitar os nossos processos de criação


Claro que, se você trabalha em uma agência ou trabalha no setor de comunicação de uma empresa, a frequência de conteúdo (muitas vezes) vai ser ditada pelo seu editor/chefe. Mas, quando você cria para as suas próprias redes, você pode (e deve) produzir com mais calma.


Do lado de cá eu vou continuar escrevendo com mais calma e buscando equilibrar a frequência (sim, é importante) com a velocidade de produzir conteúdo.

---
Pra escrever esse post eu li outros blogs e assisti dois vídeos sobre assunto. Abaixo compartilho eles, pra quem tiver interesse em ler outros pontos de vista.



[para ler daqui um ano] 

Olá Gabe, tudo bem?

É  estranho escrever uma carta para o meu eu do futuro (ou seria do passado, presente?), ainda mais sobre dinheiro, um assunto que você começou a ter um relacionamento mais íntimo a pouco menos de um ano. Mas, vamos lá!


Você ainda tem vontade de aprender sobre jornalismo econômico? No dia que escrevo essa carta me lembro que essa era uma editoria que você sempre quis trabalhar. Espero que esse deseje e vontade ainda continue ou que você tenha achado uma nova área para se aventurar.


Sobre a sua vida - ops, nossa vida - financeira você curtiu muito nos anos 2016 e 2017 e quando chegou 2018 e 2019, sentiu o peso de ganhar menos e ter mais contas para pagar. Ah, e claro, que não vamos esquecer da sua primeira dívida que acabou sendo gerada pelo seu pai. Eu sei que na época foi uma coisa ruim, mas que você nunca culpou ele. Daquela época para os dias atuais você deu algumas escorregadas, mas, graças a Deus, já  está colocando tudo em ordem.


Hoje, 31 de outubro de 2019 as contas estão sendo pagas, ainda não sobra dinheiro no final do mês para ficar tranquila e o cheque especial ainda é uma válvula de escape, que você sabe que não deve recorrer.


Em relação as finanças do casal, sua e do Roberto, ela vem melhorando a cada mês. Em outubro, Roberto até guardou R$50 (na verdade te deu para que você aplicasse) e vem pensando mais sobre planejamento financeiro.


Para o futuro, espero que você atinja o valor que estipulou para a reserva de emergência e que já esteja trabalhando de casa. E mesmo que esteja em uma empresa (dos outros e não a sua) que ela seja com horário flexível, que te desafie a cada dia e te de um frio na barriga a cada novo projeto. Mas até lá você sabe que vai ter que superar alguns medos, seguir à risca um planejamento e não perder o foco dos seus sonhos.


Mas, como a Gabriella do presente não está escrevendo esta carta para a Gabriella do futuro, só como
forma de relembrar alguns pontos importantes, também escrevo essa carta para puxar a nossa orelha e pontuar algumas atividades que não devem ser repetidas

  1.      Nunca confie suas contas a outras pessoas, mesmo que seja da família;
  2.    Quando for fazer uma nova grande mudança (para outra casa ou cidade) se prepare, no mínimo 6 meses com antecedência. Em 2018 você morou seis meses sozinha e viu o quanto foi difícil e não quero que passe novamente por isso.;
  3.       Não gaste mais do que você ganha;
  4.      Nunca deixe de alimentar a sua reserva de emergência pessoal;
  5.     Crie uma reserva conjunta com o Roberto, é importante que vocês tenham um dinheiro guardado para emergências

Gabe, que esses cinco pontos nunca sejam esquecidos e que a sua relação com o dinheiro melhore a cada dia. Hoje (no dia que está carta está sendo escrita) você ainda sente vergonha (em alguns momentos) de falar que está sem dinheiro ou que está “apertada”. Espero que essa insegurança seja superada e que o tema dinheiro seja dito e conversado de forma leve e em todas as ocasiões.

31/10/2019

Estava ansiosa pra fazer esse post, porque me surpreendi com o creme da linha Super Força, da marca Florigen. Conheci eles em 2018 na feira Super Minas, que acontece todos os anos em Belo Horizonte. A Florigen possui quatro linhas principais que são Ondas Perfeitas, Óleos Magníficos, Pró-Reparação e Super Força. 




Desde que passei a utilizar os meus cabelos cacheados (de vez em quando ainda rola algumas escovas), estou sempre testando novos produtos para definir os cachos e deixar ele mais saudável.


Nos últimos dois meses tenho usado o finalizador da linha Super Força, da Florigen e estou AMANDO. Ele é leve, não deixa o cabelo pesado e tem vezes que no day after nem passo ele, porque o cabelo já amanheceu bem definido.


Veja também

- Produtos terminados: cremes para definir o cabelo
- O que estou usando pra definir o cabelo
Cortes curtos da Sophie Charlotte

Uma das coisas que também gostei é que a consistência dele é na medida, não tão grosso e nem tão fino. O cheiro é agradável e conforme o cabelo vai secando o creme também seca, não deixa aquele aspecto de molhado. 



Sobre o que diz o verso

A linha Super Força Florigen foi elaborada  para conferir resistência e força aos fios, além de contribuir para o crescimento saudável dos cabelos. Com  uma formulação rica em Creatina e Extrato de Avelã, reconstrói e fortalece a estrutura capilar de dentro pra fora, além de promover brilho intenso e maciez aos cabelos.

O finalizador Super Força promove o condicionamento e a hidratação equilibrado dos fios, além de conferir o fortalecimento da estrutura capilar e contribuir para o crescimento dos cabelos. Auxiliar na proteção dos fios contra os efeitos danosos dos raios solares e do calor de secadores e chapinhas.


Nesse post compartilho as minhas impressões sobre a linha Pró-reparação da Florigen. Para finalizar o cabelo enrolado, não curti ele porque achei que deixou os fios pesado. Mas, na época que estava com química no cabelo ele deu super certo.


A Florigen não tem um site próprio para vendas, mas os produtos podem ser encontrados na Amazon. Clicando aqui você conhece o kit completo da linha Super Força.


Agora me conta, você já conhecia a marca? Já testou algum produto?


beijos, beijos


Nesse mês, mas especificamente no dia 05 de outubro, foi comemorado o Dia do Empreendedor. No dia em si, não fiz nenhuma postagem, não comentei nada nos stories porque estava (e ainda estou) assimilando a minha nova profissão, que é ser empresária.


Mesmo trabalhando a cinco anos em uma Associação Comercial, trabalhando dia a dia com empresários, se ver como empresária ainda é novo, ainda é algo que estou me acostumando.




Já tem três anos que decidi que quero trabalhar com produção de conteúdo para internet, que quero trabalhar de forma autônoma, trabalhar com comunicação e trabalhar da onde eu quiser, ter a liberdade de montar os meus horários.


Mas, mesmo sendo uma pessoa que se adapta fácil as mudanças, isso não significa que elas são fáceis. Principalmente quando essas mudanças envolvem transição de carreira, uma certa instabilidade financeira e m vender como uma empresa.


Em 2019 comecei a dar pequenos passos pra essa mudança, mas estava levando mais como uma nova fonte de renda do que uma profissão. E ai, 2020 entrou com um clima profissional diferente dentro da Associação e uma pandemia que veio pra mostrar, efetivamente, o que eu quero e o que não quero.



A pandemia também veio com algumas oportunidades e questionamentos do tipo "vai aproveitar o momento pra tirar um sonho/projeto do papel ou vai ficar levando com a barriga e não assumir uma nova posição?". Sim, foi aquele questionamento bem tapa na cara.

Eu sempre digo que empreender cabe em todos os ambientes, em todas as empresas sendo você o dono ou o funcionário. E, nesses últimos oito meses, eu passei a empreender mais em mim. Empreender em conhecimento, empreender em relacionamento com pessoas da área e com mentores, empreender nos meus pensamentos (ter uma visão a longo prazo, de afirmações e de acreditar que tudo vai dar certo) e empreender em como posso fazer o meu serviço (o que sei) de forma inovadora.


Ainda não estou sentindo todos os obstáculos do empreendedorismo, porque não conclui a minha transição. Os passos que ainda estou dando estão lentos, como forma de preparar o terreno para que em 2021 em dê passos mais largos. 


Mas, mesmo indo devagar, em alguns momentos a insegurança bate, o questionamento se o que eu sei e faço é realmente bom, se eu devo manter um preço que considero bom para esse início ou se devo cobrar mais barato, se as pessoas comprariam o meu serviço... e todos os sabotadores que em alguns momentos resolvem vir com tudo.


Veja também:


Nesses oito meses empreendendo eu também venho aprendendo mais sobre mim e sobre o serviço que quero prestar. Está sendo um processo de autoconhecimento que acaba refletindo nos próximos passos que irei dar, na minha forma de se comunicar, em deixar algumas objeções de lado, em acreditar mais em mim e no meu potencial.


E sobre colocar em prática o que sei e mostrar para os outros a minha forma de trabalho, atualmente estou com três clientes e com elas tenho a oportunidade de aplicar e testar ferramentas. Ah, e os testes também acontecem comigo, assim se algo não der um resultado satisfatório não sofro tanto hahahaha.



E assim está sendo o início da minha jornada como empresária. No meu instagram pessoal (@gabepinheiroblog) compartilho um pouco do meu dia a dia e no perfil profissional (@eugabepinheiro), compartilho o dia a dia da empresa e conteúdos sobre marketing e comunicação. Sintam-se a vontade para me acompanhar em ambos.


Nos vemos por ai.


beijos, beijos

Já tem alguns anos que o body feminino está presente nas coleções e cada temporada novos modelos são criados. Atualmente, você encontra body que vão dos mais básicos até os mais ousados, com ou sem pedrarias, mais abertos (mostrando mais o corpo) ou mais fechado. 


Uma das características do body é delinear o corpo, fazendo com ele vá bem com peças de cinturas alta (calças, saias e shorts).


Roupas com renda ou transparência chamam a atenção devido o seu material e com os body nesse estilo, não seria diferente. Mas, se engana quem pensa que eles devem ser usados apenas de noite. 


A renda por ser naturalmente sofisticada, acaba sendo destaque no look. E para tirar o ar sensual que alguns modelos têm, a sugestão é combina-lo com peças esportivas, blazer, coletes compridos ou jeans pantalona (alguns exemplos). A produção fica mais formal possibilitando o seu uso em situações que pedem um dess code mais social. 



Body feminino manga curta ou manda longa

Não existe um melhor modelo e sim o que combina mais com você. Os body de manga curta é uma opção para os dias mais quentes e looks com saias ou shorts são uma ótima pedida.


Já os modelos de body manga longa são ótimos para os dias mais frios, porque faz com que você não precise usar tantas blusas para se aquecer. Sem contar, que você pode brincar com as peças de baixo, jogando a atenção para elas.


Veja também:

- Roupas confortáveis e com estilo pra trabalhar de casa
- Inspiração de looks com mangas bufantes
- Moda: peças de um ombro só


Eu tenho dois modelos de body, um que é ombro a ombro e outro que é um ombro só, com a manga bufante. Na hora de montar looks com eles o modelo de ombro só, gosto de combinar com saia, shorts ou pantcourt. Já o body ombro a ombro, gosto de usar ele com calças de tecidos mais moles (viscose ou moletom) 



Foto dos looks foram retirados do site da Shafa


Algumas pessoas também optam por usar maiôs como body e, dependendo do modelo, é uma boa jogada para montar diversos looks. O que não dá para fazer é usar o body como maiô, porque o body tem abotoamento na parte da baixo. Sem contar que, tem bodys que são de algodão ou que têm detalhes que quando molhados no corpo, não fica legal. Já os maiôs são feitos de lycra, um tecido indicado para roupa de banho.


E se você já pensou "ah, mas body não é pra mim" ou "não vou ficar de body", posso dizer que já tive esse pensando e quando experimentei um, gostei bastante de como que ele ficou no corpo. A dica é experimentar vários e ver qual lhe agrada.

Um site que tem diversos modelos de body(dos mais básicos aos mais ousados) é o da loja online Shafa. Ah, e nele você consegue pesquisar por cores e tamanhos.


O que vocês acham do body, gostam dessa peça?


beijos, beijos

 Quem trabalha registrado, quando completa mais um ano na empresa já começa a se planejar para tirar férias. Comigo foi e é assim, mas, sinceramente, não imaginaria que iria tirar férias durante uma pandemia.


Muitas cidades já estão mais flexíveis, inclusive SP, meu estado natal e aonde mora a minha família. Mas, quando botei o meu pé "na cidade da garoa" bateu aquele sentimento de medo e na maioria dos dias eu pensava e pedia "Deus, que eu não pegue o vírus da Covid durante a viagem".


Os planos eram ficar 10 dias, mas acabei estendendo para mais sete dias. E voltei Ouro Preto feliz pelos meus dias em SP, feliz por ter visto pessoas queridas e feliz por não ter tido nada (nem a minha rinite atacou por causa da mudança de tempo).


Sim, essas férias foram diferentes, não só por conta da pandemia, mas também porque nesse ano tenho outro emprego e outros trabalhos. Nessa foto que publiquei no meu instagram, contei um pouco da minha rotina nessas férias e mesmo ficando mais em casa, deu pra aproveitar bastante.



Como foi viajar durante a quarentena

O Transporte

Começando pelo transporte, optei ir de avião para São Paulo por conta da rapidez, pelo custo e também porque muitas empresas de ônibus diminuíram a frota. A viagem de Ouro Preto para Belo Horizonte foi bem tranquila, o ônibus estava bem vazio, tanto que cada passageiro foi sozinho na poltrona.


Já o avião me surpreendeu. Ele veio com todas as poltronas ocupadas (tanto a ida quanto a volta), não vi álcool em gel dentro da aeronave a disposição para os passageiros (não reparei na porta, mas no corredor não tinha), não houve medição de temperatura (nem na entrada para os portões de embarque) e o uso da máscara era obrigatório.


O que gostei foi da organização da saída dos passageiros da aeronave. As fileiras eram liberadas uma por uma e o controle era feito por um comissário de bordo.


Como a ordem ainda é, quem puder fique em casa, a maioria das vezes que sai pedi um uber. Nas poucas vezes que utilizei ônibus e metrô, achei que ambos estavam mais vazios (quem mora em capital sabe como que o transporte público fica  sendo hora de pico ou não).


Veja também


Indo a um restaurante

Para comemorar o meu aniversário, uma amiga sugeriu de irmos em um restaurante e topei. Fomos no Coco Bambu, do Shopping Maia (Guarulhos) e foi bem tranquilo.


Logo na entrada é entregue um saco plástico pra você colocar a máscara, álcool em gel em todas as mesas, garçons com máscaras e luva, e a todo momento você conseguia ver eles limpando o cardápio com o álcool.


O limite de pessoas por mesa eram de seis e havia uma distância, mínima de 1,5m entre uma mesa e outra.




Indo ao shopping

Fui no shopping três vezes, mas em todas fui com o foco de comprar algo específico, aquele convite "vamos dar uma volta no shopping?" passou longe. Mas, mesmo indo focada, acabei ficando em média 2 horas e visitando umas quatro, cinco lojas.


A minha mãe mora próximo do Shopping Maia, então todas as vezes que fui, foram lá. Ele não costuma ser um shopping cheio, mas a presença de adolescentes era nítida e em bandos.


Fazer compras durante a pandemia não é lá um coisa muito "gostosa" de fazer. A todo momento eu passava álcool em gel, só colocava a mão nas peças que gostava e iria levar, e pegar no corrimão da escada rolante? Nem pensar.


Mesmo com todas as restrições e cuidados, essas foram uma das melhores férias que tive. Nesse post do instagram também compartilhei como que foi a viagem na questão interna, vai lá conferir!


beijos, beijos

Inovação. Essa tem sido a palavra de ordem dos últimos tempos e não só no segmento da tecnologia, mas em todos.


Anualmente, o site Fast Company divulga uma lista com as 50 empresas mais inovadoras e as de 2020 contam com empresas que vão desde a área de negócios até a de cultura.



Das 50, três são do ramo da moda e elas têm feito um trabalho interessante e de impacto. Confere só:


CaaStle

Uma startup de aluguel de roupa. A diferença é que ela se conecta ao estoque de outras empresas. O gerenciamento do aluguel, armazenamento e limpeza ficam por conta da CaaStle. Eles também lançaram a Haverdash, que é um serviço próprio de aluguel multimarcas só para mulheres.


Thredup 

Depois de 10 anos no mercado, a plataforma Thredup firmou parceria com outros varejistas, com o objetivo de encontrar um novo público que gosta de comprar roupa de segunda mão. Algumas das lojas parceiras são: JCPenneys, Macy's e Madewell que montaram seções especiais de segunda mão, em suas lojas físicas.


Trove

Quem tem loja no Enjoei, no Repassa ou em qualquer outro site de venda de roupas e produtos, sabe o trabalho que dá separar os itens, limpar, fotografar, colocar no site e quando há venda, ir aos correios para enviar.

Então, todo esse processo é realizado pela startup Trove, criada na Patagônia. Eles são os responsáveis pela limpeza das peças, por fotografá-las e colocar o preço. Após esse processo, as peças são mandadas para os sites de revenda de cada marca.


Veja também

- Pinterest: Tendências de estilo ao redor do mundo
Pantone divulga cor de 2020 - Classic Blue 
Inspiração de looks com a jaqueta doudone


O que eu gostei nessas três startups é que elas incentivam a compra de peças usadas, o consumo consciente e no caso da Trove fortalece a economia local.


Não é de hoje que a forma como consumimos moda vem mudando. A cada dia um novo brechó é aberto e o incentivo pela compra (de forma consciente) nesses locais, só vem sendo fortalecida.

Nesse post eu contei como foi ficar um ano sem comprar roupas e nesses 365 dias, uma das coisas que aprendi foi a olhar as minhas peças com outros olhos e dar um novo uso para elas. E hoje, uma das coisas que faço quando compro algo novo é tirar alguma peça para doar ou vender.


Sobre a lista criada pela Fast Company, clicando aqui você acessa ela.