Como fazer boas compras na Black Friday

Depois dos dias das crianças a próxima data esperada pelas empresas é a Black Friday. Ela antecipa as vendas e compras de Natal e serve como um termômetro para medir a intenção de compra durante a ação e também para aquecer a economia.

A Black Friday acontece toda última sexta-feira de novembro, que nesse ano será dia 29. Algumas marcas já começaram o mês oferecendo promoções e outras vão deixar apenas para o dia D.



Na semana passada pedi para as pessoas que me seguem no instagram, que respondessem algumas perguntas que coloquei nos stories sobre a Black Friday. E o balanço dessa mini pesquisa foi: 14 pessoas vão comprar algo e 17 não. Das que vão comprar, 9 pretendem pagar no dinheiro, 3 no cartão de crédito 1 uma vai utilizar as duas formas de pagamento.

Quem me acompanha nas redes sociais, sabe que estou fazendo o curso do Caderno Financeiro, com a Kalina do Jornada Rica e que desde maio estou no #jornadasemdividas. E depois que comecei esse acompanhamento a forma de olhar para o meu dinheiro, principalmente os gastos, mudaram e vem mudando a cada dia.

E o que isso tem haver com a Black Friday? Tudo. Porque nos primeiros anos da realização desse evento no Brasil (2010), uma das principais queijas no Procon eram sobre problemas na hora da compra e promoções falsas. E para que vocês não tenham experiências ruins e, principalmente, tenham consciência sobre o quanto estão gastando (não quero ninguém em dívidas), fiz uma pequena entrevista com a Kalina.

Gabe Pinheiro: Kalina, quais dicas você dá pra quem vai comprar algo na Black Friday?

Kalina: A primeira é ter um planejamento, saber quanto pode gastar e o que quer comprar para não chegar no site e querer tudo só porque está em promoção. E a segunda é se cadastrar nos sites com o seu email, para receber as ofertas da black friday. Muitos estão enviando as promoções, apenas para as pessoas que estão cadastradas.

GP: Quais são as pegadinhas que o pessoal deve tomar cuidado?

K: Muito próximo da Black Friday, acontecem dos preços aumentarem, então, é bom já saber quanto que custa aquele produto. Assim, quando chegar o dia 29  você já vai saber sabe o que deseja dobrou de preço, se manteve ou se realmente está em promoção. Acompanhar desde o inicio previne de cair em falsas ofertas.

GP: Kalina, quem pretende pagar as compras na Black Friday com dinheiro, nesse caso em estabelecimentos físicos, ainda consegue pedir desconto na hora do pagamento?

K: Acredito que sim, mas vai depender do estabelecimento. Pode buscar negociar, porque o comerciante não paga taxa da máquina.

Um ponto que é importante observar, é a idoneidade do site, se ele é realmente seguro e se aquele é o endereço oficial da loja. A Kalina também recomenda olhar no site do Procon e no Reclame Aqui, E para acompanhar o preço dos produtos que você pretende comprar, vale a pena olhar a comparação de valores nos sites Buscapé, Bondfaro, Googleshopping, Jacotei e Skayscanner (para passagens de avião).

Para você que vai aproveitar a Black Friday para adquirir alguns produtos, fique atento as dicas acima e boas compras.

Planner 2020: 11 marcas para você escolher o seu

Chegou uma das épocas do ano que eu mais gosto, que é escolher o que quero ganhar de Natal, o que vou dar de presente para as pessoas queridas e escolher qual será o Planner do próximo ano. Confesso que desde julho já andava dando umas pesquisadas, mas foi nas últimas semanas que parei pra fazer uma busca dos lançamentos, novas marcas, novos formatos e, claro, preços.



Antes de escrever esse post fiz uma busca nos meu instagram das marcas de papelaria personalizada que sigo e (pasmem), são 17 contas que acompanho. Sim, no meio de tantas opções fica até difícil escolher o preferido e dar a cartada final, para qual o meu dinheiro será gasto.

Ah, e se você que lê esse post acha que planner personalizado não é pra você, te respondo que "você diz isso porque nunca usou um ou ainda não encontro a sua maneira de usar um planner". Já fazem quatro anos que só uso planner e  não consigo ver a minha vida planejada sem um (#drama) hahahaha. Abaixo, separei alguns modelos que fizeram o meu coração palpitar

Planner Shop
A Planner Shop é uma marca paulista, foi criada em 2016 e todos os produtos são produzidos um a um. Para a coleção 2020 são mais de 50 opções de capas e ele vem com: panorama geral do mês, planejamento mensal, planejamento semanal com tracker, planejamento financeiro, bloco duplo checklist/anotações, 8 cartelas de adesivos, 1 régua/marcador de páginas e 1 sacolinha de tecido. Você pode optar pelo master ou mini planner. Preço: R$219

My Planner Colibri
Esse é um dos meus queridinho, meu planner de 2017 foi da marca e não tenho do que reclamar. Atendimento online ótimo e o produto chegou sem nenhuma avaria e bem embalado. A coleção de 2020 vem mais completo e com novidades nos acessórios, como a capa removível (você pode comprar duas e trocar quando quiser). Preço: R$242,00

We Art
A We Art é de Curitiba e foi criada em 2013, dentro da incubadora startup da Universidade Positivo. Além de itens de papelaria a marca também tem itens personalizados para escritório. Para a coleção de 2020 dos planner são mais de 37 capas e um detalhe que me chamou a atenção e todas as marcas deveriam investir, é na ponteira de metal que vem na boda da capa e contracapa. Esse detalhe faz com que o planner não amasse e dure mais. Preço: R$268,00

Criare
Também sou suspeita para falar da Criare, porque o meu planner 2019 é da marca e está na lista dos preferidos. A Luisa (dona da Criare) é super cuidadosa com os produtos, a qualidade do planner é ótimo e você ainda tem a opção de retirar na loja física (economia no frete). Ele é completo, vem com o seu nome personalizado na capa, já vem datado e as últimas páginas têm local para senhas, filmes, viagens e páginas quadriculadas. Preço: R$209,99


Evertop
A Evertop é uma das marcas que todo ano cogito comprar, mas acabo escolhendo um planner mais coloridão hahahaha. A Evertop tem um visual mais clean, principalmente as páginas internas. Uma das coisas que acho bacana no planner é que você tem a opção de adicionar os módulos: fitness, study ou financeiro. Preço: R$210

[as imagens foram retiradas do instagram de cada marca]

Paperview
A Paperview é a primeira loja do segmento no Brasil e entrar no site é ficar sem dinheiro a cada página visitada hahaha. A Clau (prima) do Lucidez Feminina só compra ele e a qualidade também é impecável. Como a maioria dos planner, ele também é personalizado e uma das diferenças é que o bloco de notas, cartões de visita e de presente vem com o seu nome. A Paperview é um das marcas que têm um valor agregado alto, mas que compra não se arrepende. Preço: R$420,00

Volare Paper
A Volare é uma marca palista, mas com nome italiano e vende desde planners até acessórios. A coleção 2020 tem mais de 30 opções de capas e o que me chamou a atenção foi a quantidade de outras páginas que vem, como 15 métodos de organização egestão pessoal: R$310.

Catavento
Pra quem está procurando um planner com layout clean e que sirva não para o planejamento semanas, mas também para o autoconhecimento, o planner da Catavento é uma boa indicação. Algumas das páginas que ele contém são: "autocuidado na minha vida", "dicas de autocuidado e bem estar", "planejamento mensal com listas da rotina de autocuidado que seja fazer". Preço: R$99,90

Zaena
O planner da Zaena, pra mi, lembra uma agenda tradicional maior e uma das diferenças dele para os demais, é que ele não personalizado com o seu nome na capa. Ele tem uma visão do mês e semanal diferenças e vem com páginas de análise do ano, metas, roda da vida, planejamento financeiro, entre outros. Preço: R$177

Vipapier
Diferente do planner da Zaena, o da Vipapier parece aqueles cadernos que você quer comprar pra começar o ano escolar. São 4 opções de capas e o nome da coleção 2020 é "Garden" e, de acordo, com o site da marca, essa coleção é descontraída e inspiradora. Um ponto que, pra mim, é negativo, é a cobrança adicional para personalizar a capa com o seu nome ou iniciais. Preço: R$149,00

Enjoy Print
O planner da Enjoy tem mais de 80 opções de capas e uma é mais linda que a outra. Eu gostei da apresentação, do conteúdo que vem (registro de viagens, review 2020, finanças, páginas pautas, etc) e dos acessórios que vem (pasta PVC, bloco personalizado, cartões de presente com a estampa do planner, planner de bolsa, adesivos, mini cards, régua e elástico). Ele me chamou (muito) a atenção e está nas opções de compra. Preçp: R$269,00

[as imagens foram retiradas do instagram de cada marca]

Ufa, da para se perder em meio a tantas opções, neh? Os que trouxe são os que me chamaram a atenção e que compraria. Já escolhei qual vai ser o meu de 2020 e quando ele chegar terá vídeo mostrando como que ele é.

Alguns pontos que analiso na hora e comprar o meu, são as especificações, o que vem, prazo de entrega, comentário, preço e acabamento. E você, já decidiu qual planner irá usar?

beijos, beijos

10 lugares para viajar na primavera

Entramos na primavera no dia 22 de setembro e em muitas cidades do país as temperaturas altas já se fazem presente. Aqui em Ouro Preto, alguns dias já amanhecem com sol e céu azulzinho, e em outros a chuva toda conta do dia (essa é uma época que chove bastante aqui). 

Pra quem gosta de flores, do clima da primavera e do calor, já deve está pensando nas férias de dezembro e janeiro e planejando para qual lugar irá. Como eu também sou do time que adora colocar o pé na estrada, fui atrás das cidades que mais são procuradas (através de agências), entre o período de setembro e março.



Eu vivo planejando mentalmente várias viagens, tanto que a minha lista de lugares para conhecer vai aumentando a cada temporada. Fiz uma busca no site da CVC e visitei uma Agência de viagens de Mariana (MG), para saber quais são os lugares mais procurados nesse segundo mestre e trago 10 destinos para você já começar a planejar a viagem de final ou começo de ano.

Região Sul 

1. Joinville
É uma das principais cidades produtoras de flores e plantas ornamentais de Santa Catarina. Em novembro acontece a festa das flores e a região dos campos floridos é um dos atrativos, nessa época.

2. Gramado
Durante a primavera é possível ver as lavandas florescerem no parque Le Jardin e de novembro a janeiro acontece o Natal de Luz, que é referência em festa natalina que gera encantamento nas pessoas.

3. Nova Petrópolis
Localizada na Serra Gaúcha (perto de Gramado), a cidade mantêm suas ruas e praças sempre floridas tanto que é conhecida como Jardim da Serra Gaúcha. A origem da população é alemã e eles preservam a cultura através da dança, culinária, artesanato, arquitetura, entre outros.

4. Curitiba
Conhecida como uma das cidades que mais têm parques ao céu aberto, ir para Curitiba significa estar no meio do verde na maior parte do tempo. Por estar localizada no sul, a temperatura máxima (no verão) pode chegar a 27º e fazendo uma rápida pesquisa pela internet, vi que essa é uma época que também mais chove. Então, galocha, guardar-chuva ou capa de chuva vão te fazer companhia durante os passeios.

5. Beto Carrero Worl
Se você gosta de parque de diversão tem que conhecer o Beto Carrero Worl, é o famoso "voltar a ser criança". Tem atrações para agradar a todos (show, passeio em família, infantil ou radical), por altura e por área temáticas.



Região Sudeste 

6. Holambra
A cidade das flores (como é conhecida) fica em Campinas a 135km de São Paulo e é a responsável por produzir 45% das flores do Brasil. Em setembro aconteceu a Expoflora, evento que reuni milhares de pessoas.

7. Atibaia
A 1 hora de São Paulo (carro), Atibaia oferece várias opções de passeios sejam elas em contato com a natureza, resort, hotéis ou chácaras. Pra quem gosta de caminhada e esportes radicais, tem o passeio até a Pedra Grande e o Teleférico com altura de 550 metros. E no mês de setembro acontece a Festa de Flores e Morangos que atraia todos os anos milhares de pessoas.

Região Nordeste 

8. Porto Seguro
O Nordeste é uma região a parte, porque toda época do ano faz calor e vale muito a pena conhecer. Porto Seguro é um desses lugares e durante a primavera as temperaturas médias ficam entre 21ºC e 28ºC. Mesmo sendo litoral, recomendo conhecer o Centro Histórico (adoro conhecer museus e feirinhas) e reservas indígenas que têm na região.

9. Porto de Galinhas
Situado em Pernambuco, Porto de Galinhas atrai todos os anos milhares de turistas e a primavera, entre os meses de setembro e novembro, é uma das épocas recomendadas para conhecer a cidade. As temperaturas não estão tão altas (média de 26ºC), menos turistas transitando e preços mais acessíveis.

10. Aracaju
E um dos lugares que eu já fui e recomendo, é Aracaju. A cidade em si não é tão bela, mas as praias, a receptividade das pessoas é muito boa. Viajei pra Aracaju no inicio de novembro e as praias e os passeios não estavam tão lotados, a temperatura estava amena (até pensei que ia voltar bronzeada hahaha) e os gastos não ultrapassaram R$1.600 (4 dias). Nesse post eu conto quanto que custou a viagem, fazendo um comparativo com o planejamento por conta própria e via agências. E nesse post tem dicas da onde ficar e comer.


Viu que opções de lugares é que não faltam na hora de escolher para onde vai viajar. E uma coisa que sempre recomendo é planejar, independente se a viagem é longa ou curto, porque não tem nada mais chato do que ficar pensando nas contas ou nos problemas, ao invés de estar curtindo o local.