#Experiência: 1 ano sem comprar roupa

Depois que me mudei para Ouro Preto (lá em 2012) um dos itens que trouxe aos poucos, foram as roupas. Eu nunca fui de ter muitas peças, mas morando em SP com uma infinidade de fast fashion e uma mãe que trabalha em loja, vira e mexe apareceria uma roupa nova no armário. Ah, e os sapatos? Era um novo por mês.

Com a mudança pra uma nova cidade, uma nova casa e sem saber o espaço que teria para as minhas roupas, a quantidade de itens foram diminuindo e passei a dar mais valor para a qualidade das peças. Mas, claro, que sempre que visitava a minha mãe tinha um presentinho para mim (hahaha).


O ano de 2018 chegou, meu salário diminui, Roberto veio morar em Ouro Preto e novas prioridades foram surgindo. E uma dessas prioridades, que na verdade foi mais um desafio que me propus, foi a de ficar 1 ano sem comprar roupa. Para uma pessoa que gosta de moda, que gosta de montar looks e que gosta de acompanhar as novidades, os primeiro meses não foram tão fáceis, mas no final foi uma experiência tão positiva que me fez repensar o meu consumo e ter um novo olhar com as minhas roupas.

Nossa Gabi, mas você não comprou, mesmo, nenhuma roupa? Na verdade eu comprei 1 peça, em outubro, que encarrei como um investimento. Comprei um macacão pantacout, preto de linho e que já usei tantas vezes que ele até já se pagou (hahahaha).  Ah e sim, ganhei algumas coisas da minha mãe (e já tem outras me esperando na casa dela), mas fora isso não gastei com peças novas.

Três momentos que usei o mesmo macacão. Da esquerda pra direita: no congresso da Federaminas, passeando por Ouro Preto e evento feminino 
Quando falei para mim mesma que não iria comprar roupa durante aquele ano, a primeira coisa foi fazer uma limpa no meu guardar-roupa e só ficar com aquilo que realmente usava, gostava e que me trazia alegria. O segundo passo, foi pegar a sacola de roupas que eu não queria (porque tinha enjoado, não cabia mais, ficava apertado, usava pouco, etc) e analisar peça por peça se eu conseguia reformar ou utilizar ela de outra forma.

Fazendo esse exercício, eu transformei um vestido frente única em uma saia midi, um vestido em blusa (combinando com a mesma saia) e fiz fendas nos meus vestidos de festas. O terceiro passo foi pesquisar looks com as peças que eu tenho e brincar com as combinações. E a quarta coisa que fiz, foi pegar roupas emprestadas quando necessário.

Vestido frente única transformado em saia. Da esquerda pra direita: look verão com rasteirinha, look mas despojado com tênis e look usado na confraternização da firma (a parte de cima é um vestido curto)

Da esquerda pra direita: vestido azul já usado em casamento, formatura e outros eventos; macacão da irmã usado em um casamento; e o vestido preto que já usei em formatura e outros eventos

Ter muitas roupas é bom? Sim. E ter poucas roupas, é bom? Sim, também. O importante é que você tenha consciência do que tem e esteja internamente bem com todas aquelas peças. Atualmente, eu preciso de alguns itens (alguns já sei que ganhei da minha mãe) mas sei que o meu momento, financeiramente, não é para comprar essas coisas e pra mim está tudo bem.

E enquanto eu conseguir mostrar a minha identidade com as roupas que tenho (hoje), ficarei bem. Ah, e quanto a parte financeira eu economizei bem e também passei a ser mais criteriosa com os preços. Mas agora eu quero saber, qual foi o maior tempo que você ficou sem comprar roupa?

beijos, beijos

Tendências outono 2019 - O que veremos na rua

Felizmente (ou infelizmente) as temperaturas baixaram e desde a última quarta-feira, 20, foi dado o start para a retirada das meias-calças, suéteres e botas. Eu não sei como está na cidade de vocês, mas em Ouro Preto o Outono chegou chegando trazendo neblina, dias nublados e chuva.

Como a nova temporada não vive só de "folhas caindo no quintal" e dias frios, no que diz respeito a moda muita coisa bacana vai ser usada nos próximos meses. Então, já tira um dia para reorganizar o guarda-roupa, experimentar looks e ver, a partir do que você já tem, quais são as peças/cores/estampas que serão tendência.


Nesse outono vamos deixar de lado os tons escuros, sóbrios e neutros dando lugar para estampas e cores vivas. De estampas, podem apostar na animal print, no xadrez preto e branco, e no floral com fundo preto. Já nas cores, o néon continua presente no outono, com destaque para o verde, laranja e azul. Misturar peças de cores vivas com peças de cores mais fechadas, deixa a produção mais alegre. 
O que também será tendência nessa temporada são os casacos que parecem pelúcia, peças em tecidos acetinados, casacos matelassados e capas. Ah, e uma peça queridinha e que sempre aparece nos dias frios, é o trench-coat. Ele continua firme e forte nessa temporada, mas em 2019 a aposta é no modelo de linhas retas, botões no centro com o cinto marcando a cintura.



Eu adorei as peças que vão bombar nessa temporada e vocês? Tem alguma preferida?
Em breve terá post ou vídeo (ainda estou decidindo hahaha) sobre looks para o inverno de combinações com peças que temos dentro do guarda-roupa.

beijos, beijos