Assistidos de janeiro/2019 na Netflix

O fim de semana já está ai e pra quem está a procura de um novo filme ou série pra assistir, se prepara que no post de hoje tem indicações do que eu andei vendo na Netflix em janeiro.


Eu adoro ficar de bobeira em casa fazendo as coisas que gosto, como produzir posts, assistir vídeos no youtube, assistir novos filmes e colocar em dia as minhas séries favoritas. O Netflix é uma das plataformas que mais uso pra assistir coisas e abaixo compartilho o que andei vendo. Ah, esse post pode conter spoiler;

Filmes 

90 minutos no paraíso: Quem curte filmes religiosos vai gostar desse, a história é verídica e gira em torno de um pastor que sofreu um acidente de carro. Os bombeiros declaram que ele está morto, mas mesmo assim um amigo da igreja quer orar por ele e assim que termina a oração, o pastor volta a vida mas todo quebrado, destruído. A recuperação dele é longo e no processo ele perde a fé, perde a vontade de viver e com a ajuda dos amigos, de uma paciente do hospital e da compressão do que aconteceu nos 90 minutos que ele ficou desacordado, ele volta a crer e a melhorar.

IO: Dos filmes que eu assisti esse foi o que eu menos gostei e, sinceramente, me deixou com raiva. Ele mostra uma terra devastada, aonde apenas a parte alta de uma cidade, não foi afetada pela atmosfera infectada e que é uma base de estudo de um cientista e que, no momento, só a sua filha mora nela. . Em determinado momento aparece um segundo sobrevivente (em um balão) e eles começam a traçar planos ir até a base que irá sair o último ônibus espacial. No final, eles conseguem. pegar o combustível necessário pra chegar no destino, mas a mina se mata e ficamos sem saber o que aconteceu com o cara.

Corpo fechado: Adorei esse filme, porque ele faz você pensar do começo ao fim. Pra quem não sabe, ele faz parte da mesma trama de Fragmentado e Vidro. Assistir Corpo Fechado faz com que você entenda a história dos personagens e vá fazendo ligações com os outros filmes.


Séries 

Arrumando a casa com Marie Kondo: Pra quem é a louca da organização vai adorar essa série. Marie Kondo, é uma japonesa especializada em arrumação e que devido ao sucesso do seu livro a Netflix produziu uma série mostrando como que é aplicado os ensinamentos dela em famílias diferentes. Eu adorei a série, ela é super dinâmica, você se identifica com famílias, aprende a organizar melhor os cômodos da casa (a técnica de arrumar o guarda-roupa, eu já tinha usado) e você começa a olhar de outra forma - e agradecer - as coisas que você tem.

You: Quer maratonar uma série nova? Escolha a You. Primeiro por conta do nosso eterno Dan (Gossip Girl) e segundo porque a série tem uma narrativa que te prende. Ela trás muito sobre a obsessão de uma pessoa pela outra e atitudes que ela pode tomar, por conta disso. You também mostra uma forma de amor que não é nada saudável e como que as pessoas podem ser manipuladoras por causa dele (amor).

Sex Education: Agora, se você está procurando uma série pra dar algumas risadas sobre sexo, vale a pena assistir Sex Education. A maioria das cenas se passa na escola e na casa do Otis, e quem conta ela são os próprios jovens. A série consegue falar sobre sobre sexualidade de uma forma leve. Ah, e os conselhos que o Otis dá são os melhores.

Documentário

O Segredo: Já tinha ouvido falar sobre esse documentário e só fui assisti-lo esse mês e, sério, não sei porque demorei tanto. O Segredo fala sobre a lei da atração e como ela é manifestada na nossa vida, sabe aquela frase "pensamento positivo"? De forma resumida é isso. É você atrair o que você quer pra sua vida a partir de murais da visualização, pensamento (orando ou pedindo ao universo) e acreditando que aquilo irá acontecer.

Ufa, quanta coisa neh? Esse mês consegui assistir bastante coisa na Netflix e alguns filmes que estão indicados ao Oscar. E vocês, o que estão assistindo? Já viram algum desses?

beijos, beijos

7 dicas pra quem quer morar sozinha

Sair da casa dos pais pra ir morar sozinha ou dividir um apê com as amigas, é o desejo de muitas pessoas. Eu faço parte desse grupo e a minha vontade começou a aflorar em meados de 2010 e 2011, quando decidi que queria entrar na universidade federal e ir morar em outra cidade.

Na época, eu só sabia que iria morar em Ouro Preto, mas não tinha noção de como, realmente, é morar sozinha. Não imaginava os perrengues que ia passar, o quanto ia custar, se iria dar conta e o que essa experiência ia me ensinar.



Seis anos se passaram, morei em cinco casas (sendo as três últimas com as mesmas meninas, mas em locais diferentes), "batalhei" em uma república federal e fiz de Ouro Preto o meu lar.

Foram muitas experiências e hoje vou compartilhar sete dicas que, tenho certeza, vai ajudar quem está no processo ou pensando em ir morar sozinha.

1. Colocar no papel quais sãos os seus gastos atuais e quais são os gastos que terá quando for morar sozinha

2. Saber quanto que custa viver na cidade escolhida

3. Se for dividir casa onde você é a nova moradora, antes de fechar contrato você deve conhecer com quem vai dividir a casa, ver o ambientes, saber quais são as regras e o custo que terá

4. Se for ir morar sozinha, pesquisar bem a casa, bairro e "tentar" alugar diretor com o proprietário, assim você consegue negociar o valor do aluguel

5. Ter uma reserva de emergência para gastos com móveis, primeira compra do supermercado e imprevistos

6. Se for morar sozinha, organize a nova casa com elementos que você goste e vá deixando o local com a sua cara. Assim a adaptação é mais rápida. Se for dividir casa, respeite as diferenças, respire fundos e quando necessário convoque uma reunião, tudo que é conversado é resolvido da melhor forma

7. E a última dica, aproveite a nova vida, aproveite a experiência

Morar sozinha é ótimo, mas se você não tem um planejamento o início pode ser bem difícil. Já salva esse post nos favoritos, pra você sempre consultar quando estiver se organizando pra dar esse grande passo.

beijos, beijos