Assine a newsletter

O fim de semana já está ai e pra quem está a procura de um novo filme ou série pra assistir, se prepara que no post de hoje tem indicações do que eu andei vendo na Netflix em janeiro.


Eu adoro ficar de bobeira em casa fazendo as coisas que gosto, como produzir posts, assistir vídeos no youtube, assistir novos filmes e colocar em dia as minhas séries favoritas. O Netflix é uma das plataformas que mais uso pra assistir coisas e abaixo compartilho o que andei vendo. Ah, esse post pode conter spoiler;

Filmes 

90 minutos no paraíso: Quem curte filmes religiosos vai gostar desse, a história é verídica e gira em torno de um pastor que sofreu um acidente de carro. Os bombeiros declaram que ele está morto, mas mesmo assim um amigo da igreja quer orar por ele e assim que termina a oração, o pastor volta a vida mas todo quebrado, destruído. A recuperação dele é longo e no processo ele perde a fé, perde a vontade de viver e com a ajuda dos amigos, de uma paciente do hospital e da compressão do que aconteceu nos 90 minutos que ele ficou desacordado, ele volta a crer e a melhorar.

IO: Dos filmes que eu assisti esse foi o que eu menos gostei e, sinceramente, me deixou com raiva. Ele mostra uma terra devastada, aonde apenas a parte alta de uma cidade, não foi afetada pela atmosfera infectada e que é uma base de estudo de um cientista e que, no momento, só a sua filha mora nela. . Em determinado momento aparece um segundo sobrevivente (em um balão) e eles começam a traçar planos ir até a base que irá sair o último ônibus espacial. No final, eles conseguem. pegar o combustível necessário pra chegar no destino, mas a mina se mata e ficamos sem saber o que aconteceu com o cara.

Corpo fechado: Adorei esse filme, porque ele faz você pensar do começo ao fim. Pra quem não sabe, ele faz parte da mesma trama de Fragmentado e Vidro. Assistir Corpo Fechado faz com que você entenda a história dos personagens e vá fazendo ligações com os outros filmes.


Séries 

Arrumando a casa com Marie Kondo: Pra quem é a louca da organização vai adorar essa série. Marie Kondo, é uma japonesa especializada em arrumação e que devido ao sucesso do seu livro a Netflix produziu uma série mostrando como que é aplicado os ensinamentos dela em famílias diferentes. Eu adorei a série, ela é super dinâmica, você se identifica com famílias, aprende a organizar melhor os cômodos da casa (a técnica de arrumar o guarda-roupa, eu já tinha usado) e você começa a olhar de outra forma - e agradecer - as coisas que você tem.

You: Quer maratonar uma série nova? Escolha a You. Primeiro por conta do nosso eterno Dan (Gossip Girl) e segundo porque a série tem uma narrativa que te prende. Ela trás muito sobre a obsessão de uma pessoa pela outra e atitudes que ela pode tomar, por conta disso. You também mostra uma forma de amor que não é nada saudável e como que as pessoas podem ser manipuladoras por causa dele (amor).

Sex Education: Agora, se você está procurando uma série pra dar algumas risadas sobre sexo, vale a pena assistir Sex Education. A maioria das cenas se passa na escola e na casa do Otis, e quem conta ela são os próprios jovens. A série consegue falar sobre sobre sexualidade de uma forma leve. Ah, e os conselhos que o Otis dá são os melhores.

Documentário

O Segredo: Já tinha ouvido falar sobre esse documentário e só fui assisti-lo esse mês e, sério, não sei porque demorei tanto. O Segredo fala sobre a lei da atração e como ela é manifestada na nossa vida, sabe aquela frase "pensamento positivo"? De forma resumida é isso. É você atrair o que você quer pra sua vida a partir de murais da visualização, pensamento (orando ou pedindo ao universo) e acreditando que aquilo irá acontecer.

Ufa, quanta coisa neh? Esse mês consegui assistir bastante coisa na Netflix e alguns filmes que estão indicados ao Oscar. E vocês, o que estão assistindo? Já viram algum desses?

beijos, beijos
Sair da casa dos pais pra ir morar sozinha ou dividir um apê com as amigas, é o desejo de muitas pessoas. Eu faço parte desse grupo e a minha vontade começou a aflorar em meados de 2010 e 2011, quando decidi que queria entrar na universidade federal e ir morar em outra cidade.

Na época, eu só sabia que iria morar em Ouro Preto, mas não tinha noção de como, realmente, é morar sozinha. Não imaginava os perrengues que ia passar, o quanto ia custar, se iria dar conta e o que essa experiência ia me ensinar.



Seis anos se passaram, morei em cinco casas (sendo as três últimas com as mesmas meninas, mas em locais diferentes), "batalhei" em uma república federal e fiz de Ouro Preto o meu lar.

Foram muitas experiências e hoje vou compartilhar sete dicas que, tenho certeza, vai ajudar quem está no processo ou pensando em ir morar sozinha.

1. Colocar no papel quais sãos os seus gastos atuais e quais são os gastos que terá quando for morar sozinha

2. Saber quanto que custa viver na cidade escolhida

3. Se for dividir casa onde você é a nova moradora, antes de fechar contrato você deve conhecer com quem vai dividir a casa, ver o ambientes, saber quais são as regras e o custo que terá

4. Se for ir morar sozinha, pesquisar bem a casa, bairro e "tentar" alugar diretor com o proprietário, assim você consegue negociar o valor do aluguel

5. Ter uma reserva de emergência para gastos com móveis, primeira compra do supermercado e imprevistos

6. Se for morar sozinha, organize a nova casa com elementos que você goste e vá deixando o local com a sua cara. Assim a adaptação é mais rápida. Se for dividir casa, respeite as diferenças, respire fundos e quando necessário convoque uma reunião, tudo que é conversado é resolvido da melhor forma

7. E a última dica, aproveite a nova vida, aproveite a experiência

Morar sozinha é ótimo, mas se você não tem um planejamento o início pode ser bem difícil. Já salva esse post nos favoritos, pra você sempre consultar quando estiver se organizando pra dar esse grande passo.

beijos, beijos
Quem gosta de viajar levanta a mão! Eu amo e se tivesse (no momento) dinheiro o o suficiente, faria duas grandes viagens por ano. Mas enquanto isso não acontece, sigo planejando as viagens anuais e aproveitando as oportunidades do trabalho, pra conhecer novos lugares.

Uma das viagens que sou doida pra fazer é ir do Brasil para outro país de ônibus. Sei que que algumas pessoas vão achar uma loucura, afinal não é todo mundo que aguenta passar muitas horas dentro de um ônibus. Nesse item posso dizer que sou expert (a viagem de Ouro Preto - SP dura 12 horas) e no post de hoje trouxe alguns viagens internacionais pra fazer por ônibus.


Como base peguei três capitais e busquei no site da rodoviária de cada uma delas, a quantidade de empresas que realizam a viagem para outros país, sendo: São Paulo (6 viações), Belo Horizonte (2 viações) e Rio de Janeiro (1 viação).

Os destinos são todos para a América do Sul (Chile, Argentina, Uruguai, Paraguai e Peru) e fazendo uma rápida pesquisa nos sites das viações (nem todas têm endereço eletrônico), eles são bem explicativos, conta a história da empresa, quais são os tipos de leitos que oferecem e o que é servido. Algumas tem até uma aba de documentos e sugestão de hospedagem na cidade de destino.


E o custo Gabi?

Uma coisa é fato, viajar de ônibus, mesmo que para outro país, é mais barato do que ir de ônibus. É rápido? Não. Tem o mesmo conforto? Não sei, tudo vai depender do tipo de poltrona. Mas uma coisa eu tenho certeza, a experiência vai ser incrível. Sobre o custo, separei quatro destinos e o valor médio da viagem de ida. Fiz a pesquisa com saída da Rodoviária Tiete e você consegue comprar as passagens online ou na própria rodoviária.

Viação Chilebus: Realiza viagens para Santiago (Chile) e o ônibus sai todo domingo às 14h30. Nos meses de alta temporada a empresa costuma colocar ônibus extra, mas é sempre bom se informar se tem mesmo ou não. O valor da ida custa R$500 e o atendente do guiché, me disse que de vez em quando rola algumas promoções. No site você consegue ver os horários e conexões e nesse site, tem um relato de como foi viajar para o Chile de ônibus.

Viação EGA: Pela viação EGA busquei o destino de Montevidéu e as  passagens vão de R$531 a R$874 (somente ida). Os valores variam com o dia escolhido e com o tipo de poltrona. No site da Guiché Virtual você consegue ver os horários.

Viação Expresso Ormeño: As viagens para Lima pela Viação Expresso Ormeño saem de 15 em 15 dias de São Paulo e a passagem está em torno de R$750 (ida). Esse é um dos destinos mais longo feito de ônibus e te permite conhecer (através do vidro das janelas) cinco estados brasileiros e sete departamentos peruanos. O site e o telefone que está no site da rodoviária não funcionam, mas você consegue saber mais in loco.

Viação NSA e Pluma: Com essas duas viações você consegue ir para dois lugares, Ciudad del Leste que tem passagens entre R$200 e R$265 e para Asunción, que custa entre R$300 e R$350.

Fala se não é uma baita diferença de preço, em? E ai, você teria coragem de fazer uma viagem dessas?

beijos, beijos
Dentro do tema que escolhi para gerir o meu ano, planejamento, está o de ler mais. Eu amo livros, amo ler e como no ano passado me dediquei pouco a esse hobby, esse ano quero ler novos autores, mais livros sobre empreendedorismo, autoconhecimento e alguns romances bobas, pra dar aquela relaxada hahahaha.

E o primeiro livro de 2019 é o Me Poupe! - 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso, da Natália Arcuri. Me dei ele de presente de Natal e terminei uma semana antes da meta que tinha estabelecido (sim, logo no início do livro você já tem que colocar quando irá terminar ele e quantas páginas precisa ler por dia). Fora o fato de acompanhar a Nath pelo youtube, site e instagram, o que me levou a comprar o livro é a minha atual situação financeira e a mudança que eu quero pra ela.


O livro tem 175 páginas, dividido em 10 capítulos e é super didático. A cada tema Nath te passa exercícios pra você fazer direto no livro, a linguagem é simples, você passa a olhar o seu dinheiro de uma forma diferente e se cobra pelas metas que coloca no livro.

Em dezembro passado ela lançou um desafio no instagram, que durou sete dias e eu participei assiduamente de cada um dos temas. Nessa semana (e no mês como um todo), eu renegociei uma divida, voltei a movimentar a minha loja do Enjoei , diminui a minha conta do celular, defini qual é o meu objetivo financeiro para 2020.

Com o livro eu estruturei melhor qual vai ser o passo a passo para eu conquistar essa meta, pra começar a investir e pra começar a caminhar rumo a minha liberdade financeira. Listei alguns itens que me chamaram a atenção no livro e o que você vai ganhar lendo ele:
#1 Exercícios: Cada capítulo do livro tem alguma tarefa pra você fazer, e a partir delas você consegue, por exemplo, saber o quanto realmente ganha e qual é o seu custo mensal. 
#2 Autoconhecimento: Em algumas passagens você precisa refletir qual é a sua relação com o dinheiro, o que você pensa sobre dinheiro, quais são as pessoas que estão a sua volta e que estão te impedindo de ter uma vida financeira melhor. 
#3 Comece hoje: A Nath te mostra que você não precisa começar a poupar só quando estabilizar as contas, mas sim que devemos colocar o dinheiro que será poupado na lista de gastos. Ele tem que fazer parte do seu custo. 
#4 Peça desconto sem vergonha: Confesso que ainda fico um pouco receosa de pedir desconto e nem sempre consigo pedir. Mas todas as vezes que soltei "e à vista, tem desconto?" acabei pagando mais barato. 
#5 Mais consciência e mais calma com as finanças: o ano não começou 100% ótimo, financeiramente, mas eu não pirei porque não consegui pagar todas as contas. O que deu, deu e o que não deu, fica para o próximo mês. E também estou tendo mais clareza pra onde está indo o meu dinheiro (com o que ando gastando mais)

Eu adorei o livro e é um investimento que vale a pena e você consegue tanto físico quanto e-book.

Já leu o livro? O que achou?

beijos, beijos

#Livro: Me Poupe!

Por as janeiro 21, 2019
Dentro do tema que escolhi para gerir o meu ano, planejamento, está o de ler mais. Eu amo livros, amo ler e como no ano passado me dediquei ...
Como você se relaciona com as cores? O que elas significam pra você? E você sabia que existe uma cor correspondente para cada ano? Sim, isso existe e quem divulga essa cor é a Pantone.

A Pantone é uma empresa que desde 2000 divulga qual é a cor do ano, a partir de diversas pesquisas e de escalas de cores. Todos os anos os setores da moda, comunicação, cosméticos, automobilísticos e comércio, ficam ansiosos para saber qual será a cor do ano seguinte pra, assim, começar a direcionar os seus próximos lançamentos.

E a cor de 2019 eleita pela empresa é o Living Coral.


Sim, saímos do roxo Ultra violet (cor de 2018) e fomos para um rosa alaranjado que, para mim, é uma cor super alegre e da vida aos ambientes, ao look e na pessoa. De acordo com o site da Pantone o Living Coral é uma cor sociável, espirituosa, que nos acolhe e nos encoraja a ter atitudes espontâneas. E que ela simboliza a busca inata e a necessidade por otimismo, corporificando o nosso desejo por se expressar.

Mas como utilizar a cor Gabi?
Da forma que você quiser, ponto. De forma geral é isso, mas dependendo com o que você trabalha ou com o que você que vestir, é interessante, sim, buscar inspirações e testar combinações.

Pra quem trabalha com comunicação, pode pegar a cor como referência para a criação de artes, para desenvolver ou aplicar um filtro nesse tom nas fotos ou pra combinar com as cores de uma marca. Para a moda e beleza (#sejoga) você pode ir tentando com acessórios, com uma única peça de roupa e combinando com cores neutras ou na sombra, na hora de se maquiar.



Deu pra perceber que dá pra usar o Living Coral em diversas coisas. O que vocês acharam da cor do ano, vão aderir?

beijos, beijos

{todas as fotos foram retiradas do Pinterest}
Um das coisas que aprendi trabalhando na Associação Comercial, foi de buscar e acompanhar as pesquisas sobre o comércio. Dessa forma, nós ficamos por dentro das projeções de vendas de datas comemorativas, sobrevivência das empresas do estado e município, entre outros.

Na área da comunicação, marketing e moda não é diferente. A Pantone todos os anos divulga qual é a cor (a partir de várias pesquisas e estudos) do ano,  as Semanas de Moda divulgam as tendências de cada temporada, revistas como a Você S/A e Exame trazem matérias sobre o mercado de trabalho, melhores empresas para trabalhar, tendências das áreas profissionais, entre outros. E uma rede social que sempre divulga pesquisas, é o Pinterest e é sobre ela que irei falar no post de hoje.


Todo inicio do ano o Pinterest divulga as 100 principais tendências para 2019, baseado nas buscas realizadas pelas pessoas e nos assuntos que mais estão sendo pinados. Abaixo segue as categorias com as suas respectivas tendências.

[1] Viagens
Uma coisa é fato, as pessoas estão investindo mais em viagens e além de conhecer lugares novos, elas querem viver uma experiência diferente e, claro, tirar altas fotos pra registrar o momento. Alguns dos destinos mais pesquisados são:

[2] Saúde e bem-estar
A palavra do ano será autocuidado, na alimentação, nos exercícios físicos, nos produtos usados para o corpo e no sono.

[3] Hobbies e interesses
Transformar aquilo que você ama fazer em fonte renda. Nesse tópico entram os projetos pessoais, pinturas em tecido ou azulejo, pintura corporal, cerâmica, entre outros.


[4] Comemorações
Não sou das mais animadas para comemorações, mas adoro planejar uma festa hahahaha (#vaientender). E sim, as pessoas andam pesquisando bastante sobre comemorações, bebidas, bolos e inventando mil e u motivos para brindar. 

[5] Comida
Quem não gosta de comer, né? Eu adoro e sei que você também gosta, mas antes de pensar em doces, pizzas e hambúrgueres, o que vai ser tendência, de acordo com as pesquisas do Pinterest, serão as refeições saudáveis, sustentáveis e com ingredientes incomuns. 

[6] Casa
Cores, plantas e objetos de pallets ou com cara de "eu mesma fiz", são alguns dos itens mais procurados para decorar as casas. Eu me encaixo muito nesse item, porque a maioria dos itens de decoração de casa estão sendo feitos ou adaptados por mim. 


[7] Moda masculina
Os homens estão apostando em uma moda anos 90, como o jeans com lavagem clara. De objetos, temos as bolsas cruzadas em um dos ombros e os relógios vintage. 

[8] Moda feminina
Elas são as maiores usuárias da rede social e quando o assunto é moda elas usam o Pinterest, para buscar inspiração de como combinar peças que já tem no armário. Para esse ano destaco os acessórios de ou com casca de tartaruga, bermuda de ciclista e peças franzidas.  

[9] Beleza
Estilos naturais, brilhos e cor, são alguns dos temas mais procurados. Quem ama passar a tesoura no cabelo ou está a fim de testar um novo corte, se joga por que um modelo que vai bombar são as franjas de testa. 

[10] Pais e filhos
Não só de imagens inspiradoras vive o Pinterest. No relatório de tendências, os pais também têm buscado ideias para desenvolver com os pequenos como brincadeiras, tema de festa infantil e estilos de camas.


E pra quem ainda está se perguntando como utilizar esses relatórios te tendências, a dica que dou é utilizar como inspiração para aplicar no seu negócio. Por exemplo, quem trabalha com venda de roupa, pode introduzir algumas peças a partir do que as pessoas andam procurando.Se trabalha com agência de viagem, pode começar a oferecer os destinos mais procurados. Trabalha com comunicação a comunicação de algum marca? Você pode adaptar as tendências para a divulgação dos produtos do cliente.

Agora eu quero saber, o que vocês acharam de cada tendência? Nesse link tem a relação completa de cada categoria. 

beijos, beijos

Tendências Pinterest 2019

Por as janeiro 14, 2019
Um das coisas que aprendi trabalhando na Associação Comercial, foi de buscar e acompanhar as pesquisas sobre o comércio. Dessa forma, nós fi...
No ano passado eu decidi que não ia listar diversas metas para serem cumpridas e, sim, que ia escolher um tema para gerir o meu ano e a partir dele determinei em quais áreas da minha vida iria focar. O tema do ano passado foi estabilidade e nesse post contei o porque da escolha. E, hoje, vim compartilhar o tema desse ano e o que eu espero dele.


Quando parei pra pensar qual seria o tema de 2019, a primeira palavra que me veio a cabeça foi planejamento. Coincidentemente, desde o final do ano passado eu venho colocando no papel quais são os passos que preciso seguir para realizar o que desejo. E que, nada mais é, do que um planejamento, uma estruturação desses planos.

Para 2019, o meu planejamento vai se concentrar, principalmente, na vida financeira. Quero quitar a dívida que consegui renegociar no final do ano passado; quero começar a investir; quero criar uma reserva de emergência; quero diminuir gastos e poupar mais.

O meu planejamento também vai se concentrar no blog. Quero aumentar o alcance dele e começar a ter um retorno financeiro com os vídeos, afiliados e publicidade. Ligado ao blog, também  estou me planejamento para trabalhar mais home office e de forma mais independente.

Na saúde e nos estudos o planejamento está sendo construído aos poucos e por semestre. Na saúde, preciso fazer um check-up e quero cuidar mais da minha alimentação e voltar a ter o habito de me exercitar. E quanto aos estudos, já comecei a listar os cursos, congressos e eventos que quero participar.

E as viagens, Gabi? As viagens estão sim no planejamento e nesse ano quero conhecer Paraty e ir pra casa do meu pai, Floripa. Como esse item demanda mais dinheiro e como quero focar na vida financeira, já estou com a consciência de que posso não realizar essas viagens. Mas como a esperança nunca morre já fiz o planejamento de quanto quero gastar em cada lugar e o que preciso fazer para levantar a grana.

Para algumas pessoas planejar o passo a passo de uma ação pode parecer chato, mas garanto que assim você consegue ter uma visão de quais recursos irá precisar. Ah, sem contar que a cada pequena conquista (por exemplo, economizei na compra do mês e esse dinheiro eu posso destinar para o envelope de viagens), o seu sonho/meta/plano está mais próximo de se realizar.

E o que vocês querem para 2019?

beijos, beijos
Primeiro domingo de 2019, rotina voltando aos poucos e muita gente aproveitando para colocar as séries em dia ou para assistir ao filme que tanto queria. Eu também estou nesse grupo e além de aproveitar pra ver as séries do canal fechado que gosto, também dei uma explorada no Netflix. 
E é sobre o que assisti nessa querida (and amada) plataforma que irei falar. Ao todo foram quatro títulos sendo uma série e três filmes. Abaixo segue um parecer do que eu achei dos assistidos de dezembro.


Uma série que me deixou curiosa para assistir assim que lançou, foi Vai Anitta. A série mostra como que foi a gravação do projeto Check Mate e o que eu gostei foi ter conhecido mais a pessoa do que a cantora. Outro ponto a ser destaco é o foco que a Anitta tem com os seus projetos e como que ela corre atrás deles, mesmo recebendo vários nãos. Ela também fala sobre as pessoas que estão a sua volta e como você deve escolhe-las bem, porque elas vão se transformar na sua família. Quem ainda não assistiu, eu recomendo.


O segundo assistido foi o filme Roma, de Alfonso Cuáron. O filme se passa no México e mostra o cotidiano de uma família de classe alta, pegando como foco a personagem Cleo (que representa as domésticas da América Latina). Roma é todo em preto e branco e tem uma narrativa calma, então se você prefere filmes mais agitados pode não gostar tanto. A partir de Cleo, Cuáron fala sobre a sororidade entre as mulheres (quando a empregada vai contar para a patroa que está grávida e a patroa dá todo o suporte necessário), sobre a união, sobre o amor entre classes diferentes, sobre o abandono parental e sobre a dor. Roma é um dos filmes apostas para entrar na lista de indicados ao Oscar 2019.


Ainda na categoria dos filmes, Roberto e eu assistimos Bird Box  (estava doida pra ver esse filme). Pra quem ainda não sabe do que ele se trata (acho um pouco difícil), o filme se baseia em uma “criatura” que persegue as pessoas e assim que elas olha para “a coisa”, começam a ter atitudes violentas e de suicídio. Os sobreviventes precisam andar na rua com os olhos vendados e dentro de casa, não pode ter nada que reflita luz. O desafio da personagem da Sandra Bullock (que teve uma atuação ótima) é de chegar em um lugar, que está localizado no final do rio. E o filme termina nesse lugar, aonde as “criaturas” não conseguem chegar perto das pessoas. Sim, o filme acaba de forma inesperada e não é revelado a feição do que persegue as pessoas e, com isso, cada pessoa acaba fazendo a sua interpretação sobre o filme. Se você gosta de suspense vale a pena ver.


E o último filme assistido foi Como Superar Um Fora. Ele é uma produção espanhola, comédia romântica e você ri do começo ao fim. Ah, sem contar com as cenas que você se identifica com a personagem. O que eu mais gostei é que a Maria Fé (personagem principal) não fica com o boy e sim com ela própria. Ela consegue perceber que o relacionamento não estava fazendo bem a ela e que nos oito meses que ficaram separados, ela fez novas coisas, começou o que estava só no papel e se conheceu melhor.


E ai, o que vocês acharam dos meus assistidos de dezembro na Netflix. Já assistiram algum? O que acharam? Qual título indicam?

beijos, beijos

{as fotos foram tiradas da internet}
Sim, essa primeira semana de janeiro é de resoluções, de relembrar os acontecimentos do ano que passou e de mentalizar o que de bom será levado para o novo ano. Eu acredito que tudo que passamos (momentos bons ou ruins) tem um “por que” e serve para nos ensinar algo. E no primeiro vídeo do ano listei oito situações e coisas que vou levar para 2019. Aperte o play para assistir!




beijos, beijos
Dezembro e janeiro são os meses que todo mundo (e eu me incluo no grupo) começa a planejar os planos do ano que vai entrar. Fazemos uma retrospectiva de como foram os últimos 12 meses, elencamos os melhores momentos e o deixou a desejar.

No ano passado, eu decidi que ao invés de criar metas ia escolher um tema para gerir o meu ano e o escolhido foi ESTABILIDADE. E no post de hoje trago um balanço de como foi a busca dessa estabilidade em algumas áreas da minha vida.


Uma das estabilidades que eu mais almejei nesse ano foi o de lugar, de ir morar com o Roberto. Em agosto conseguimos concretizar esse sonho e hoje somos eu, Roberto e Saori na nossa casa. A estabilidade com a família foi fortalecida e acabei ganhando novos amigos.

No trabalho fui contratada, oficialmente, e o medo que estava por não saber o que iria fazer e como ia pagar as minhas contas, foi embora. 2018 também foi o ano que consegui aumentar a minha renda de diversas maneiras.

Sobre as viagens, elas foram apenas a trabalho, mas conheci lugares bem bacanas como Brasília e Juiz de Fora. Ah, sem contar as cidades mineiras próximas de Ouro Preto que conheci.

E a estabilidade financeira? Ela foi uma das mais difíceis e é algo que ainda está no processo. Terminei de pagar um acordo e fiz a negociação de outro cartão, que estava pendente. Em alguns meses gastei menos e em outros um pouco mais. Consegui pagar uma parte das dívidas e comecei a ler mais sobre aplicação e como gerir melhor o meu dinheiro.

Não foi uma busca fácil por essa tal estabilidade, mas cada conquista foi motivo de alegria e de agradecimento. E você, conseguiu realizar todas as metas do ano que passou?

beijos, beijos