Netflix: Assistidos em dezembro/2018

Primeiro domingo de 2019, rotina voltando aos poucos e muita gente aproveitando para colocar as séries em dia ou para assistir ao filme que tanto queria. Eu também estou nesse grupo e além de aproveitar pra ver as séries do canal fechado que gosto, também dei uma explorada no Netflix. 
E é sobre o que assisti nessa querida (and amada) plataforma que irei falar. Ao todo foram quatro títulos sendo uma série e três filmes. Abaixo segue um parecer do que eu achei dos assistidos de dezembro.


Uma série que me deixou curiosa para assistir assim que lançou, foi Vai Anitta. A série mostra como que foi a gravação do projeto Check Mate e o que eu gostei foi ter conhecido mais a pessoa do que a cantora. Outro ponto a ser destaco é o foco que a Anitta tem com os seus projetos e como que ela corre atrás deles, mesmo recebendo vários nãos. Ela também fala sobre as pessoas que estão a sua volta e como você deve escolhe-las bem, porque elas vão se transformar na sua família. Quem ainda não assistiu, eu recomendo.


O segundo assistido foi o filme Roma, de Alfonso Cuáron. O filme se passa no México e mostra o cotidiano de uma família de classe alta, pegando como foco a personagem Cleo (que representa as domésticas da América Latina). Roma é todo em preto e branco e tem uma narrativa calma, então se você prefere filmes mais agitados pode não gostar tanto. A partir de Cleo, Cuáron fala sobre a sororidade entre as mulheres (quando a empregada vai contar para a patroa que está grávida e a patroa dá todo o suporte necessário), sobre a união, sobre o amor entre classes diferentes, sobre o abandono parental e sobre a dor. Roma é um dos filmes apostas para entrar na lista de indicados ao Oscar 2019.


Ainda na categoria dos filmes, Roberto e eu assistimos Bird Box  (estava doida pra ver esse filme). Pra quem ainda não sabe do que ele se trata (acho um pouco difícil), o filme se baseia em uma “criatura” que persegue as pessoas e assim que elas olha para “a coisa”, começam a ter atitudes violentas e de suicídio. Os sobreviventes precisam andar na rua com os olhos vendados e dentro de casa, não pode ter nada que reflita luz. O desafio da personagem da Sandra Bullock (que teve uma atuação ótima) é de chegar em um lugar, que está localizado no final do rio. E o filme termina nesse lugar, aonde as “criaturas” não conseguem chegar perto das pessoas. Sim, o filme acaba de forma inesperada e não é revelado a feição do que persegue as pessoas e, com isso, cada pessoa acaba fazendo a sua interpretação sobre o filme. Se você gosta de suspense vale a pena ver.


E o último filme assistido foi Como Superar Um Fora. Ele é uma produção espanhola, comédia romântica e você ri do começo ao fim. Ah, sem contar com as cenas que você se identifica com a personagem. O que eu mais gostei é que a Maria Fé (personagem principal) não fica com o boy e sim com ela própria. Ela consegue perceber que o relacionamento não estava fazendo bem a ela e que nos oito meses que ficaram separados, ela fez novas coisas, começou o que estava só no papel e se conheceu melhor.


E ai, o que vocês acharam dos meus assistidos de dezembro na Netflix. Já assistiram algum? O que acharam? Qual título indicam?

beijos, beijos

{as fotos foram tiradas da internet}
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário