Assine a newsletter

21 lições sobre finanças e o quero melhorar

2020 foi um ano que nos ensinou muitas coisas, sendo uma delas a importância de ter uma reserva de emergência. No início da pandemia fiquei preocupada com a minha renda, se ela ia diminuir ou não. E o que me manteve calma foi saber que tinha um dinheiro para os imprevistos.


Na área das finanças, não tenho nada a reclamar, porque 2020 foi um ano muito bom, apesar do momento financeiro do país não ser bom. Além do trabalho na Associação Comercial e Empresarial de Ouro Preto, fui contratada na Rádio UFOP Educativa e comecei a trabalhar como Social Media.


Em termos de dinheiro entrando na conta, o ano passado foi muito bom, porém foi o ano que eu menos estudei sobre finanças. Tanto que, um dos pontos que quero melhorar em 2021 é o estudo sobre esse assunto (que por sinal, eu adoro).


Neste ano, fazem três anos que comecei a dar a devida atenção a minha vida financeira e nesse post, compartilho 21 aprendizados e o que quero melhorar nessa área.



1. Assuma a responsabilidade das suas finanças e de como elas estão. Não coloquei a culpa nos outros. Se você está com dívidas é porque se colocou nessa situação. Se está ganhando bem e com investimentos, é porque está buscando isso.


2. Encare as suas dívidas. Inicialmente vai doer saber o valor real dela, mas vai fazer com que ative no seu cérebro a pergunta "o que fazer para quitá-la"?.

3. Se precisar, busque ajuda de uma consultora financeira. Quando precisamos dar satisfação para o outro, o nosso comprometimento acaba sendo maior. 

4. Estude, estude e estude sobre finanças. O conhecimento só vai agregar para a melhoria da sua vida financeira.

5. Se comprometa com você mesma. Uma coisa que ajuda é listar o que você está perdendo por não ter um planejamento financeiro e quais são os benefícios por ter um.

6. Precisar aumentar a renda mensal? Faça renda extra. Tem algumas que você pode fazer de forma pontual como, por exemplo, vender bebidas ou comida no carnaval (depois da vacina ok?). E também, tem as que você pode deixar rolando, como a venda de roupas e objetivos e sites de brechós, como o Enjoei e o Repassa.

7. Se precisa se prive de alguns gastos. No início, é melhor deixar de comprar algo para diminuir os gastos e quitar dividas, e depois, aos poucos, ir introduzindo esse gastos paralisado no planejamento mensal.

8. Convide uma amiga para fazer o planejamento financeiro do mês com você, assim uma vai incentivando a outra.

9. Vai começar a poupar? Dê preferência para a reserva de emergência. Assim você fica mais tranquila, quando houver um imprevisto.


    VEJA TAMBÉM


10. Compartilhe o que está aprendendo com outras pessoas. Dessa forma, você começa a despertar nos outros a importância de cuidar do próprio dinheiro.

11. Acompanhar o planejamento do mês é muito importante, principalmente pra saber com o que está gastando mais. Uma das coisas que quero melhorar nesse ano, é valor gasto com bebida alcóolica e fast food.

12. Converse com a sua família ou companheiro(a) sobre dinheiro. É muito importante ter esse diálogo aberto sobre os gastos da casa, objetivos financeiros em conjunto e como que podem melhorar os gastos.

13. Faça o seu planejamento mensal no início do mês. Coloquei na agenda, no despertador, na geladeira, no espelho do banheiro.. enfim, pregue post-its pela casa até você criar o hábito de fazer o planejamento mensal.

14. Está com dívidas? Foque em quita-las e coloque um prazo para isso. Quando colocamos data em uma meta ou atividade, acende em nós o botão vermelho de "a cada dia que passa o meu prazo está diminuindo".

15. Não tenha medo de ter objetivos financeiros de alto valor. Você é merecedora deles e irá conquista-los (pense positivo). O que fiz foi determinar quatro objetivos financeiros, defini um prazo pra cada um deles, fiz as contas de quanto preciso poupar por mês e escolhi quais vão ser os investimentos para cada um.

16. Ligada a lição anterior, poupe todo mês mesmo que não seja o valor definido. O importante é manter o hábito de poupar.

17. Trabalhe ou aprenda a falar mais "não". Eu tinha muita dificuldade de recusar saídas e vergonha de falar que estava sem dinheiro. E ai, o que acontecia? Eu saia pro rolé, passava no crédito e no mês seguinte me ferrava. Hoje eu já falo "não vai rolar, estou sem grana" ou "só tenho x reais para gastar, tem como fazermos isso?".

18. Encontre um método de planejamento que se adeque a sua realidade e estilo. Como eu sou do papel, utilizo o Caderno Financeiro da Kalina pra me organizar e uma planilha no excel para anotar os investimentos realizados.

19. Use com cautela o cartão de crédito. As minhas dívidas foram por causa dele e hoje, o que faço é definir um limite de gasto. Ah, e também acompanho semanalmente o valor da fatura.
20. Se você tem uma empresa, separe as finanças. Utilizar a mesma conta bancária vai tornar difícil fazer a contabilidade do que entrou e do que saiu.

21. E a última lição, é um refeço à atividade ESTUDAR. Mantenha uma rotina (pode ser uma vez por semana ou uma vez por mês) para ler algo sobre o assunto, ler um livro, assistir um vídeo ou ouvir um podcast. Manter-se atualizado é muito importante. 


Para 2021, uma das minhas metas financeiras é começar a planejar a previdência privada. No futuro, não quero depender do governo e ficar me preocupando se terei dinheiro para pagar as contas do mês. Quero viver de forma confortável e com os rendimentos das minhas aplicações.

Já no quesito melhorar, que aperfeiçoar o planejamento financeiro da empresa e ter definido um valor para investimento em tráfego, reserva de emergência, estudos, entre outros.

Compartilha comigo nos comentários uma lição sua relacionada a dinheiro, vou adorar saber.

beijos, beijos
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixei aqui o seu comentário, sugestão ou elogio