O que aprendi com os documentários: O Código - Bill Gates e Fyre Festival

Lives, livros gratuitos para baixar, cursos online de graça e muito, muito conteúdo sendo produzido nas redes sociais. Eu sei, é fácil se perder no meio de tanta informação, mas, o mais importante do que consumir todo esse conteúdo é definir como que você vai coloca-lo em prática e quais aprendizados irá tirar de cada um deles.

Eu me enquadro nos dois grupos, no que está a todo momento pensando em quais conteúdos trazer para o blog, instagram e youtube e ao mesmo tempo definindo quais lives irei ver, quais curso vou fazer e ainda tirando um tempo para colocar a leitura em dia.

Uma das coisas que adoro fazer e que ativa a minha criatividade, é assistir séries, filmes e documentários. Na última semana assisti duas produções que estão disponíveis na Netflix que são "O Código - Bill Gates" e "Fyre Festival - Fiasco no Caribe" e tirei grandes aprendizados de cada um deles. Abaixo reuni os insigths que tive e como que eles estão relacionados ao empreendedorismo.



Fyre Festival - Fiasco no Caribe

O documentário mostra como foi mal organizado um evento, que tinha como objetivo lançar um aplicativo. Como que o dono, o responsável pela ideia foi negligente aos avisos de que determinado planejamento estava incoerente e que iria afetar na realização do evento.

É irônico, mas o que faltou foi um planejamento estruturado da ação (pré produção, durante e pós-produção). Eles focaram muito no marketing, na divulgação e acabaram vendendo muito mais do que poderia oferecer. A divulgação é sim um parte muito importante de um evento, mas ela precisa ser clara e honesta com o seu público.

Algo que também percebi, foi que o Billy (responsável pelo Fyre Festival) estava tendo muita ganancia (não que isso seja ruim), mas ao invés dele fazer um plano de investimento pra empresa, ter um capital de giro e um montante investido para cobrir possíveis emergências, ele queria ter a vida da classe AAA de Nova York, esbanjar com carrões, jatinhos e muitas festas. Com isso, o que ele mais ganhou foram processos, endividamentos e até uma prisão.

E um último ponto que é fundamental em toda em empresa é o papel da liderança. O Billy era um chefe que não ouvia o seus colaboradores e parceiros e só sabia mandar. Ele não conversava com o seu time de trabalho sobre o que realmente estava acontecendo, principalmente da saúde financeira da empresa.

O Código Bill Gates

O documentário é dividido em 3 partes e conta um pouco da vida do Bill Gates e o que ele vem fazendo para tornar o mundo melhor. O primeiro ponto que me veio a cabeça logo no inicio do vídeo, foi que ele, mesmo não estando mais na Microsoft (agora ele está tomando conta da Fundação Bill e Melinda Gates) se tornou uma marca. O branfing que ele construiu e continua construindo, reforça a cada dia o que ele é e qual é a missão dele.

Uma frase que me chamou a atenção foi "Tempo é um produto que ele não pode comprar" e ele tem tudo haver com o empreendedorismo. Ninguém tem mais de 24 horas e é o tempo que determina como que está a nossa produtividade, de quantas horas precisamos para finalizar uma tarefa, em quanto tempo colocamos uma ideia em ação, entre outros. Por isso, é muito importante que a gente consiga dividir as tarefas do dia, entregar o seu melhor em cada uma delas e acompanhar os resultados que estão surtindo.

Quando você lê textos sobre empreendedorismo ou faz um curso do Sebrae, por exemplo, um dos pontos levantados é que empresas são criadas para solucionar problemas (mesmo que inicialmente ela nasceu a partir de uma oportunidade ou necessidade de ganhar dinheiro) e é o que o Bill fez e vem fazendo, resolvendo problemas das pessoas. E ai eu te pergunto, qual/quais problema(s) a sua empresa resolve?

 O documentário também nos mostra que em alguns momento é preciso correr riscos, apostar em uma ideia, coloca-la em prática e ver quais serão os resultados. Também nos mostra que é importante ter um mentor (o do Bill, no início da sua carreira era a sua mãe) e que para conseguirmos tirar uma ideia ou projeto do papel, é necessário ir atrás de pessoas que comprem essa ideias e que sejam melhores que nós, que tenham um conhecimento a mais ou específico.


Dois documentários e muitos aprendizados. Eles estão disponíveis na Netflix e quem já assistiu algum deles, deixa aqui nos comentários falando o que achou.

beijos, beijos